“Fábrica de Cidadania”
| 26.07.13 - 14h26

Compaz do Alto Santa Terezinha já está em construção

Geraldo: “Fiquem sabendo que a Prefeitura do Recife vai trabalhar o tempo inteiro para garantir oportunidade aos jovens”.
(Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Em sete meses de gestão, a Prefeitura do Recife já começou a construir o segundo Centro Comunitário da Paz (Compaz), mais um compromisso do programa de governo que está saindo do papel. O equipamento será erguido onde funcionava o Centro Social Urbano (CSU) Afrânio Godoy do Alto Santa Terezinha,  na Zona Norte; com a meta de ser a “âncora” do Pacto Pela Vida do Recife na região que registrou 110 homicídios em um raio de dois quilômetros no ano passado. Primeiro dos cinco a serem entregues pela PCR até 2016, o Compaz do Cordeiro começou a ser construído no último dia sete de junho.

A obra do Compaz do Alto Santa Terezinha está orçada em R$ 7 milhões e tem previsão de conclusão em oito meses. O centro se unirá a outros equipamentos públicos que a PCR entregará na Zona Norte, a exemplo de quatro Upinhas 24h nos bairros de Linha do Tiro, Morro da Conceição – que já estão em construção -, Córrego do Jenipapo e Bomba do Hemetério. Ainda para beneficiar a região, A PCR  transformará o Centro Público de Casa Amarela em um polo de formação de mão de obra qualificada. Em maio, o prefeito autorizou intervenção no local, que terá cursos de capacitação e pontos de atendimento da Defesa Civil, Todos Com a Nota e Junta de Alistamento Militar.

O prefeito ressaltou a importância do equipamento na prevenção ao crime. “Com poucos meses fizemos a identificação da área, o projeto, a licitação, contratação e concluímos toda a parte burocrática. Está tudo vencido e a obra começa. O Compaz vai oferecer uma oportunidade diferente à população, com um conjunto de serviços que representam uma janela, um mundo diferente do da violência. É isso que os nossos jovens querem”, afirmou Geraldo Julio. Até o final do ano, a PCR lançará outras três unidades.



A “Fábrica de Cidadania” do Alto Santa Terezinha vai oferecer à população atividades culturais, esportivas, acesso à Justiça e capacitação profissional. Ao todo, 18 bairros serão atendidos, entre eles três que estão nas áreas prioritárias do Pacto Pela Vida do Recife: Água Fria, Dois Unidos e Campo Grande. Serão mais de 221 mil pessoas beneficiadas, com foco nos jovens entre 15 e 29 anos, que são apontados como as principais vítimas da violência no Brasil.

Geraldo Julio destacou ainda que o Compaz servirá como instrumento balizador para que as pessoas possam aproveitar melhor a cidade. “As famílias querem uma cidade para aproveitar o seu lazer, a sua atividade esportiva, cultural e com ambientes de convivência saudáveis, para que elas não se envolvam com o encanto das drogas. Fiquem sabendo que a Prefeitura do Recife vai trabalhar o tempo inteiro para garantir oportunidade aos jovens”, pontuou.

Presente ao ato, o secretário de Defesa Social do Estado, Wilson Damázio, ressaltou a integração da prefeitura com o Governo de Pernambuco. “Essa é uma obra que dialoga diretamente no combate a criminalidade. Nesses poucos meses de governo, a gente já sente uma mudança expressiva no Executivo Municipal em relação à segurança. Geraldo, o senhor está dando o verdadeiro show de integração. Os órgãos operativos da SDS estarão sempre à disposição da PCR”, garantiu.

O Centro Comunitário da Paz (Compaz) do Alto Santa Terezinha será entregue em março de 2014. (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

Para garantir o funcionamento do Compaz, o atual imóvel do CSU será demolido. No local, será erguido um prédio com quatro pavimentos, onde funcionará uma biblioteca de alta qualidade; espaço de acesso à Justiça, com os serviços do Ministério Público, Defensoria Pública e Procon; salas para mediação de conflitos, apoio às famílias e capacitação profissional. Ainda no mês de fevereiro, Geraldo Julio visitou o terreno para anunciar a construção do Centro.

Com uma área de 13 mil metros, o Centro Comunitário da Paz do Alto Santa Terezinha será equipado com teatro, laboratório de informática, biblioteca, videoteca e audioteca, bem como salas de recreação e atividades lúdicas com acompanhamento de artistas educadores. O equipamento contará ainda com um espaço para dojô, que permitirá a prática de artes marciais.

O centro terá investimentos da própria Prefeitura e dos governos estadual e federal. O terreno onde o Compaz será construído já dispõe da Escola Municipal Alto Santa Terezinha, Creche Zacarias do Rego Maciel, uma Academia das Cidades, piscina e duas quadras.

Moradora do Alto Santa Terezinha, Jucélia Maria da Silva, 47 anos, está entusiasmada com a construção do Compaz. “Eu moro aqui exatamente na frente do atual CSU e tenho dois filhos que jogam aqui na quadra todos os dias. Já imaginou quando tudo ficar pronto? Vai ser muito bom. Estou feliz e ansiosa”, comemorou a dona de casa.

Secretário de Segurança Urbana do Recife, Murilo Cavalcanti salientou a qualidade do Compaz para a região. “Esse será um equipamento de altíssima qualidade para toda a comunidade. Nós queremos reverter toda essa violência e vulnerabilidade dessa região com esse centro. Será uma quebra de ruptura, o melhor para os mais pobres”, cravou.


Imprimir

Os comentários estão encerrados.