NOTÍCIAS

Saúde | 01.10.18 - 16h17

PCR realiza Seminário de Enfrentamento à Sífilis

img_alt

Ao todo, cerca de 500 profissionais da rede municipal de Saúde participarão das atividades até quarta-feira (3) (Foto: Cortesia)
 
  
A Secretaria de Saúde do Recife realiza nesta segunda-feira (1º) e na quarta-feira (3), o Primeiro Seminário de Enfrentamento à Sífilis, voltado para enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem de rede municipal. A iniciativa, que começou nesta manhã de segunda, tem a participação do Ministério da Saúde, da Coordenação de DST/HIV da Secretaria de Saúde de Pernambuco e do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (COREN-PE) e tem como objetivo fomentar discussões e formas de abordagem à epidemia da doença e dar segurança aos profissionais nas ações de tratamento. 
 
O evento, com estimativa de 500 participantes, acontece no auditório do Banco Central do Brasil, em Santo Amaro. Simultaneamente, acontece também um seminário de enfrentamento à sífilis com ênfase na saúde bucal na Capital.
 
Na abertura do seminário, o  secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia, falou sobre diagnósticos e tratamentos da doença. "Esse tema é importante, pois a sífilis tem se mostrado um problema para a saúde pública, apesar de ser uma doença fácil de diagnosticar através dos testes rápidos e fácil de tratar. As conseqüências na gestação e para o bebê, porém, podem ser sérias. Esse seminário serve como uma repactuação das equipes de saúde da família", disse.
 
Na ocasião, os profissionais de enfermagem participaram da palestra “Autonomia Legal da Enfermagem no Manejo da Sífilis”, por Graziela Vasconcelos, coordenadora de Vigilância Epidemiológica de IST/HIV da secretaria Estadual. A profissional Rosemary Santos, 46 anos, enfermeira há 10 anos no Alto do Céu, elogiou os avanços de estrutura para um diagnóstico rápido da doença e seu tratamento. "Sempre é bom atualizar os conhecimentos sobre a sífilis, a testagem rápida, por exemplo, facilitou bastante o diagnóstico. Nesta semana faremos a testagem como projeto piloto, no 3º turno em nossa rede", explicou. O Recife possui 106 unidades da atenção básica do Recife que realizam a testagem rápida regularmente.
 
A sífilis é uma doença infectocontagiosa transmitida principalmente pela via sexual. O agente causador da sífilis é a bactéria Treponema pallidum, cujo sintoma mais comum é uma úlcera indolor na região genital. A sífilis é uma doença crônica, porém de fácil tratamento com antibióticos e com elevada taxa de cura.
 
O segundo dia do seminário será nesta quarta-feira (3), no auditório Roque de Brito Alves, Bloco B da UNINASSAU, no bairro das Graças, de 8h às 12h, apenas para profissionais de saúde da rede municipal.