NOTÍCIAS

Saúde | 10.09.18 - 18h13

Educação e Saúde unidas contra o suicídio

img_alt

Encontro Intersetorial promovido pela PCR, dentro da programação do Setembro Amarelo, uniu as duas secretarias para capacitar profissionais a lidar com esse problema. (Foto: Cortesia)

 

 

Nesta segunda-feira (10), Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, a Prefeitura do Recife realizou um encontro intersetorial envolvendo as secretarias de Saúde e Educação, em alusão ao Setembro Amarelo, mês de prevenção desse grave problema de saúde pública. O foco foi como lidar com a questão entre crianças da rede municipal de ensino. A programação vai até o fim de setembro.
 
O encontro intersetorial aconteceu no auditório do Banco Central e reuniu mais de 200 participantes com o tema “Prevenção ao Suicídio: Olhar Integrado para Promoção de Estratégias de Atenção e Cuidado”. 
 
O secretário de Educação do Recife, Alexandre Rêbelo, elogiou a iniciativa. “Inicialmente até questionei se seria nosso público, de até 14 anos, mas com o perigo desses jogos de internet, via redes sociais, me convenci de que sim, de que é preciso unir forças”, disse. Jailson Correia, secretário municipal de Saúde, completou: “É um trabalho que tem de ser feito cotidianamente, não apenas nos serviços de saúde mental do Recife, mas também nas escolas e onde pudermos chegar. O mais importante é vencer o preconceito de falar sobre o tema, ainda um tabu na sociedade”.
 
O Setembro Amarelo é lembrado no Brasil desde 2014 e foi trazido ao país pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o suicídio uma prioridade de saúde pública.
 
De acordo com o Ministério da Saúde, a taxa mundial de suicídios, em 2015 (último ano contabilizado), foi de 10,7 casos por 100 mil habitantes. No último levantamento, foi a segunda principal causa de morte mundial entre jovens entre 15 e 29 anos. Cerca de 80% dos casos no mundo ocorreram em países de baixa e média renda. A ingestão de pesticidas, enforcamento e armas de fogo estão entre os métodos mais comuns em nível global. No Brasil, a taxa foi de 6,3 por 100 mil habitantes, e em Pernambuco, 3,3/100.000.
 
A taxa no Recife variou de 3,45 para 100.000 pessoas em 2010 para 3,71 para 100.000 em 2015. As tentativas de suicídio são captadas pela notificação decorrente de Intoxicação Exógena ou Violência Interpessoal. Entre 2010 e 2017, uma média anual de 469 casos foi notificada como tentativa de suicídio por esse sistema na Capital. A faixa etária predominante foi entre 20 e 39 anos, a maioria do sexo feminino (70%). As tentativas que terminaram em morte, entretanto, foram, na maioria, feitas por homens (67%).
 
Considerando o grupo etário de 5 a 19 anos, foco do encontro desta segunda-feira (10) com a Secretaria de Educação, entre os anos de 2010 e 2018 foram notificados 1.100 casos de tentativas de suicídio, sendo que 76% dos casos foram do sexo feminino. O uso de medicamentos foi o método mais usado por esse grupo (58%).
 
 
Programação do Setembro Amarelo no Recife
 
11/09
Atividade: Fórum de Saúde Mental do Distrito Sanitário 5: Promoção à vida e notificação de violência interpessoal e autoprovocada, com a participação de profissionais da Rede Psicossocial e da Atenção Básica do Recife.
Local: IPESU, na Rua São Miguel, 176, Afogados.
Horário: 14h.
 
Atividade: Fórum de Saúde Mental do Distrito Sanitário 2: Promoção à vida e notificação de violência interpessoal e autoprovocada, com a participação de profissionais da Rede Psicossocial e da Atenção Básica do Recife.
Local: Upinha Eduardo Campos, na Rua Itabira, s/n, na Bomba do Hemetério.
Horário: 14h.
 
20/09
 Atividade: Sensibilização sobre o tema suicídio com profissionais da Escola Estadual Othon Bezerra de Melo.
Local: Rua Virgínia Heráclio, s/n, IPSEP.
Horário: 14h.
 
24/09
Atividade: Fórum de Saúde Mental dos distritos sanitários 6 e 8 sobre promoção à vida e notificação de violência interpessoal e autoprovocada, com a participação de profissionais da Rede Psicossocial e da Atenção Básica do Recife.
Local: A definir.
Horário: 14h.
 
27/09
Atividade: Sala de Espera com abordagem sobre o tema promoção à vida e notificação de violência interpessoal e autoprovocada.
Local: PSF Vila do Ipsep, na Rua Virgínia Heráclio, s/n, IPSEP.
Horário: 14h.
 
Atividade: Roda de conversa com o tema “Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio”, em parceira com o setor dos SIS e Cerest, tendo como público alvo os profissionais da DEVS. (Local e horário em aberto).