Secretaria Mobilidade e Controle Urbano - Semoc

NOTÍCIAS

Infraestrutura | 17.02.17 - 12h41

Feira Nova já transforma realidade do largo comercial de Afogados

img_alt

Prefeito Geraldo Julio percorreu as instalações da Feira Nova de Afogados na manhã desta sexta-feira (17) (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

 

O prefeito Geraldo Julio visitou na manhã desta sexta-feira (17) a Feira Nova de Afogados. O local está funcionando com os feirantes que ocupavam as ruas e calçadas do bairro comercializando frutas, verduras, roupas e outros produtos e serviços. O local conta com 350 boxes e bancas, dando mais comodidade, segurança e conforto para quem trabalha e compra Esta é a terceira Feira Nova inaugurada no Recife, que já beneficiou também os bairros de Nova Descoberta e Água Fria, ambos na Zona Norte.

Construída pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc), a Feira Nova de Afogados fica entre as ruas General Christóvam Colombo de Souza e João Carlos Guimarães (onde fica a delegacia do bairro). Para facilitar o acesso ao local, uma passagem de pedestres foi aberta, graças a uma parceria firmada com o Banco Itaú, ligando a Rua da Paz (Largo da Paz) e a Rua General Christóvam Colombo de Souza, onde fica uma das entradas da feira.

“O pessoal aqui está trabalhando com toda a dignidade que merece. O local é coberto, com iluminação e limpeza. É gente lutadora, guerreira, que acorda cedo para ganhar o dia e ver no final o quanto apurou”, destacou Geraldo. “Quem conhecia a situação de Afogados lembra a dificuldade que era para as pessoas, que não conseguiam nem passar. Estava ruim para os comerciantes, para o comércio de rua, para o pedestre e para o ciclista. A gente construiu a Feira Nova, que vai melhorar a vida de todo mundo que circula por Afogados”, acrescentou.

O primeiro passo para o ordenamento do comércio informal, que se instalava em várias ruas do largo comercial de Afogados, foi a realocação dos ambulantes que ficavam espalhados pela Estrada dos Remédios para a Rua Acre, em 2013. A inauguração deste centro de comércio faz parte do plano de ordenamento do comércio informal e tem como objetivo liberar espaço nas calçadas e garantir um ambiente de trabalho mais organizado para os comerciantes. No total, desde a desapropriação do imóvel, compra de bancas e construção do local, a PCR investiu mais de R$ 6 milhões no equipamento. Equipes da Semoc se reuniram com os comerciantes desde o início do ordenamento para ouvir as sugestões e achar soluções para as demandas.

   

“Essa mudança favorece o Largo de Afogados como um todo. Aqui nós temos um metrô, terminal de ônibus, um grande comércio e muita circulação de pessoas. Para que a gente consiga organizar o bairro, temos que realizar algumas ações e este aqui foi o primeiro passo para isso”, disse o secretário de Mobilidade e Controle Urbano, João Braga. “Ainda vamos realizar novas ações, em parceria com a Emlurb, para melhorar a localidade”, continuou Braga. Com a transferência dos feirantes para a Feira Nova, a área voltou a ter as calçadas livres para os pedestres e a via foi reaberta para os veículos. Os carros voltaram a circular pela Rua Acre, no sentido Estrada dos Remédios / Rua Nicolau Pereira.

Na Feira Nova, os clientes vão poder adquirir frutas, verduras, roupas, lanches, produtos eletrônicos, serviços e consertos em geral. O equipamento ocupa uma área de 3.600 m², é coberto e tem corredores largos, o que vai proporcionar uma melhor circulação dos fregueses e maior conforto para os comerciantes. Além disso, os permissionários e clientes vão ter banheiros e estrutura sanitária na praça de alimentação.

“Trabalho aqui em Afogados há mais de 50 anos e esperei por muito tempo isso aqui. A gente trabalhava na lama, com chuva, com sol e a gente sofria muito. Os clientes também. Quando a gente soube que esse local ia ser feito, ficamos muito felizes e o prefeito cumpriu o que disse que ia fazer”, comemorou Jovelina de Moura, que vende feijão verde e fava no local. “Eu cheguei em Afogados em 1981 para trabalhar com relógios e passei por muita coisa nesse tempo. A gente tinha muita necessidade em ter um local adequado para trabalho e agora fomos colocados neste excelente local”, disse Alonso Carlos, relojoeiro.

Os permissionários da Feira Nova de Afogados vão atuar em bancas e boxes, que medem entre 2m² e 4m², respectivamente, e foram projetados para atender às necessidades dos mais variados tipos de mercadorias vendidas e serviços oferecidos. O local funciona de segunda a sábado (das 6h às 18h) e aos domingos (das 6h às 13h).