Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Direitos Humanos | 23.08.18 - 12h20

PCR discute políticas públicas para população em situação de rua em seminário

 
Os debates fazem parte da programação em alusão ao Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua

 

A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos (SDSJPDDH), participou, na noite dessa terça-feira (21), na Universidade Católica, na Boa Vista, do segundo e último dia do 2º Seminário “A intersetorialidade das políticas públicas para a população em situação de rua: desafios e trilhas na interlocução entre poder público, sociedade civil e pessoas em situação de rua no Recife”. O evento foi promovido pelo Comitê POP Rua Recife, do qual a Prefeitura faz parte, juntamente com diversos representantes da sociedade civil. A entidade, de caráter consultivo, funciona como espaço democrático de participação dos diversos setores da administração municipal e sociedade civil na elaboração e efetivação das políticas de atendimento à população em situação de rua da capital pernambucana.
 
Participaram do seminário integrantes do próprio comitê, incluindo representantes de secretarias, órgãos municipais e ONGs ligadas ao tema, além de pesquisadores, estudantes e pessoas que vivem ou já viveram nas ruas da cidade. Além do seminário, as ações em alusão ao Dia Nacional de Luta da População em Situação de Rua, que aconteceu no último domingo (19), prosseguem até esta quinta-feira (23). Nesta quarta-feira (22), a Secretaria de Saúde do Recife está oferecendo vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) para as pessoas em situação de rua, no Centro de Saúde Dom Miguel de Lima Valverde, em Boa Viagem, e em algumas comunidades da zona sul do Recife, através do Consultório na Rua, que presta assistência à saúde para a população em situação de rua, de forma itinerante.
 
Também nesta quarta-feira, a partir das 18h, na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Boa Viagem, o Consultório na Rua e o Serviço Especializado em Abordagem Social de Rua (SEAS) da SDSJPDDHJ vão oferecer um jantar da saúde, com alimentação e testagem rápida de sífilis, HIV e Hepatite B. Já no Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP) Neusa Gomes, na Madalena, serão realizadas, nestas quarta e quinta (23), rodas de diálogos com os usuários visando o empoderamento e fortalecimento dos mesmos junto ao Movimento Nacional da População em Situação de Rua.
 
A programação do seminário, na noite dessa terça, constou de quatro rodas de diálogo simultâneas com levantamento de desafios e propostas que poderão ser incorporadas às ações do próprio Comitê POP Rua e à minuta do projeto de lei da Política de Atenção Integral à População em Situação de Rua do Recife. Os cerca de 100 participantes discutiram a situação das crianças e adolescentes em situação de rua, promoção dos cuidados de saúde da população em situação de rua, o direito dessas pessoas à habitação e estratégias de enfrentamento à violência com ênfase na população LGBT.
 
De acordo com Fernanda Carvalho, coordenadora do Comitê POP Rua Recife e chefe de Divisão dos Serviços para a População em Situação de Rua da Prefeitura, o seminário visou discutir desafios e proposições que podem ser incorporadas ao Plano Municipal de Atenção Integrada à População em Situação de Rua. “O evento também teve o objetivo de incentivar a participação das ONGs no Comitê POP Rua e trocar conhecimento sobre o que é ofertado à população em situação de rua pelo poder público municipal e pela sociedade civil organizada”, explicou a psicóloga.
 
Também presente no seminário, o frei franciscano Marcos Carvalho, da Pastoral do Povo de Rua, participou da roda de diálogo sobre habitação. “Foi muito importante discutir as diversas políticas públicas voltadas para a população de rua, pois só com essa intersetorialidade entre os diversos agentes é possível alcançar resultados práticos na superação dessa situação de exclusão social em que vivem essas pessoas”, refletiu.
 
Rossana Araújo, responsável pela supervisão da equipe noturna do Seas Recife, participou das discussões sobre a promoção dos cuidados de saúde da população em situação de rua. Ela considera que o maior desafio dos que trabalham na área é a integração dos diversos serviços municipais colocados à disposição de quem está em situação de rua. “Acho que eventos como esse são muito ricos, pois é preciso partir de algum ponto em comum para atuar de forma articulada, incisiva e urgente pela saúde dessas pessoas”, observou.