Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Políticas sobre Drogas | 29.06.18 - 19h24

PCR encerra Semana de Políticas sobre Drogas com ação em casas de acolhida

img_alt

Vinte mulheres e 15 adolescentes participaram de atividades de prevenção ao uso abusivo de drogas nesta sexta. (Foto: Wesley D'Almeida/PCR)

 

A Prefeitura do Recife encerrou, na tarde desta sexta-feira (29), a Semana de Políticas Públicas sobre Drogas do Recife com atividades de prevenção às drogas em duas casas de acolhimento institucional da PCR onde vivem, temporariamente, pessoas que tiveram vivência de rua. As atividades promovidas pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH), através da Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas (Sepod) aconteceram com 15 adolescentes da Casa de Acolhida Temporária Novos Rumos, na Tamarineira, e com 20 mulheres que vivem atualmente na Casa de Acolhida O Recomeço, em Campo Grande. A programação da Semana teve início no último sábado (23), com ações de prevenção e campanhas educativas sobre uso de álcool nos festejos juninos do Sítio Trindade.

Wanessa Viana, técnica de Acolhimento da Sepod, destacou a importância de rodas de diálogo como as desta sexta para as mulheres em situação de vulnerabilidade e risco social. “A roda de conversa é importante para discutir as possibilidades que essa mulher pode ter, independente do uso de drogas. A droga faz parte da vida, mas não representa toda a vida. A atividade mostra a elas novas perspectivas e novas formas de se viver”, destacou a técnica.

Na ocasião, as mulheres conversaram sobre o acolhimento institucional e sobre as possibilidades de sonhar. Ana Cláudia Fontes*, que está há um mês na Casa O Recomeço, disse que o acolhimento a ajudou a organizar sua vida. “Acho uma maravilha poder comer bem e tomar banho direito porque, fora daqui, nem sempre conseguia isso. Eu sofri muito na rua, usava muita droga e tinha uma vida muito difícil, mas agora vejo que minha vida está mais organizada”, contou Ana.

Chefe de setor da Casa de Acolhida O Recomeço, Hugo Melo percebeu, nesses cinco anos em que trabalha no equipamento municipal, que o problema do uso de drogas é recorrente entre as mulheres. “Hoje temos uma demanda muito grande de usuárias de drogas e pessoas que viviam em situação de rua. Muitas mulheres reincidem por causa do uso abusivo de drogas”, constatou Hugo.

Mobilizadores Sociais da Sepod também visitaram a Casa de Acolhida Temporária Novos Rumos, onde cerca de 15 adolescentes entre 12 e 17 anos receberam informações sobre os riscos do uso abusivo de drogas. A abordagem foi feita por meio de atividades lúdicas.


SEMANA
 – A semana de Políticas Públicas sobre Drogas do Recife impactou diversos bairros do Recife, desde os dias que antecederam o São João, quando mais de 500 bares foram visitados por equipes que alertaram sobre a Lei Federal nº 13.106/2015, que proíbe o fornecimento de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos. No último sábado (23), a prevenção foi feita no festejo junino do Sítio Trindade, onde mais de cinco mil pessoas receberam informações sobre a legislação e também sobre os perigos de beber e dirigir.

Na última quarta-feira (27), mais de cem crianças conversaram sobre interdependência e relacionamentos saudáveis com o Projeto Descolado, que atua com prevenção às drogas nas escolas municipais do Recife. Na quinta-feira (28), cerca de 40 alunos da Escola Pintor Lauro Villares, em Roda de Fogo, assistiram ao Show de Prevenção no Compaz Ariano Suassuna, no bairro do Cordeiro, e conversaram sobre o uso abusivo de drogas, estratégias para prevenção, sonhos e habilidades para vida.

Na manhã desta sexta-feira (29), a Prefeitura do Recife assinou um termo de cooperação técnica com a cidade de Medellín (Colômbia) para uma parceria entre as duas prefeituras. O objetivo do memorando de entendimento é aprimorar as políticas de drogas com inovação e foco na proteção social dos indivíduos. Além disso, o evento também foi marcado pela apresentação do Projeto Farol Social, que foca na reinserção do ex-usuário de drogas na família e na comunidade.