NOTÍCIAS

Saúde | 03.10.18 - 13h36

PCR qualifica profissionais para o enfrentamento à Sífilis

img_alt

Seminário atualizou enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem do Recife sobre a gravidade da doença e como enfrentá-la (Foto: Cortesia)

 


Auxiliares e técnicos de enfermagem e enfermeiros da Rede de Saúde da Prefeitura do Recife participaram na manhã desta quarta-feira (3) do encerramento do 1º Seminário de Enfrentamento à Sífilis, no auditório Roque de Brito Alves, na UniNassau, localizada nas Graças. Duas turmas, divididas entre segunda (1º) e hoje, totalizando cerca de 500 profissionais, foram preparadas para o enfrentamento à doença.

O secretário municipal de Saúde, Jailson Correia, classificou a iniciativa, que teve participação do Ministério da Saúde, da Coordenação de DST/HIV da Secretaria de Saúde de Pernambuco e do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (COREN-PE), de "repactuação". A doença vem crescendo no Brasil e no mundo, e, de acordo com o gestor, é preciso fazer mais e de forma conjunta para atualizar todas as práticas de combate. “Não apenas na detecção e tratamento de adultos, mas, sobretudo, no enfrentamento à Sífilis Congênita, passada de mãe para filho”, afirmou.

A Secretaria de Saúde do Recife vem realizando ações nesse sentido, desde a atuação incisiva no pré-natal das gestantes, com uso da penicilina, substância usada há mais de 70 anos com sucesso contra o a sífilis, quando necessário, mas também na tentativa de trazer para a rede municipal a população masculina da cidade. “Para isso, criamos um terceiro turno, que funciona em cerca de 50 unidades, segundo um cronograma amplamente divulgado, para que os homens possam ir ao sistema de saúde após o trabalho”, disse.

Correia lembrou ainda que há testagem rápida para sífilis em 106 unidades de saúde da Capital, e também nos eventos esporádicos, como grandes festas e mutirões. Além disso, a Prefeitura lançou recentemente o aplicativo Aqui Tem Camisinha, para ser utilizado em smartphones e mostra não apenas onde se consegue gratuitamente preservativos no Recife, mas também onde fica a unidade mais próxima para que o usuário realize a testagem rápida para detecção da doença.

A sífilis é uma doença infectocontagiosa transmitida principalmente por via sexual. O agente causador é a bactéria Treponema pallidum, cujo sintoma mais comum é uma úlcera indolor na região genital. A sífilis é uma doença crônica, mas de fácil tratamento com antibióticos.