NOTÍCIAS

Saúde | 15.05.19 - 19h41

PCR leva vacina contra gripe para Guarda Municipal e Polícia Militar

img_alt

Até sexta-feira (17), a expectativa é vacinar cerca de 1.500 guardas municipais e policiais militares (Foto: Cortesia)

 

Desta quarta (15) até sexta-feira (17), profissionais da Secretaria de Saúde (Sesau) da Prefeitura do Recife vão levar a vacina contra a gripe até a sede da da Guarda Municipal do Recife, em Santo Amaro, e ao Quartel do Comando Geral da Polícia Militar de Pernambuco, no Derby. A expectativa do Programa de Imunização do Recife é vacinar, nesta ação, cerca de 1.500 profissionais da área de segurança que fazem parte do grupo prioritário da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza. Os guardas municipais podem tomar a vacina nesta quarta (15) e nesta quinta-feira (16), a partir das 7h30. Já os policiais militares serão imunizados na sexta-feira (17), das 8h às 16h. 

Até agora, cerca de 60% do público-alvo total do Recife foi imunizado, representando cerca de 300 mil doses aplicadas. Até o próximo dia 31, quando acaba a Campanha de Vacinação Contra a Influenza, cerca de 200 mil recifenses ainda precisam procurar um dos 170 postos de vacinação ACESSE AQUI. Além dos guardas e policiais, também fazem parte do grupo prioritário os membros ativos das forças armadas, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas idosas, gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho há menos de 45 dias), profissionais de saúde, professores de escolas públicas e privadas do Recife, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade em cumprimento de medidas socioeducativas; detentos e funcionários do sistema prisional; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, como diabéticos. O MS recomenda a imunização de pelo menos 90% deste público-alvo. 

HORÁRIO ESTENDIDO - Para melhorar a cobertura vacinal do município, algumas unidades de saúde também estão fazendo a vacinação em horário alternativo (das 17h às 21h) – após o expediente convencional. A Policlínica Lessa de Andrade, na Madalena, por exemplo, está disponibilizando vacina  contra a gripe de segunda a sexta-feira, até às 21h. A lista completa dos postos que têm horário alternativo pode ser conferido AQUI.

DOCUMENTOS - Além de levar a carteira de vacinação e um documento de identificação, parte do público-alvo precisa apresentar documentos que provem a necessidade da vacinação. Profissionais das redes públicas e privadas de educação e de saúde devem levar comprovantes laborais, como crachás ou carteira de trabalho, por exemplo. Mulheres puérperas necessitam de comprovação de que passaram por parto nos últimos 45 dias. Já as pessoas com comorbidade têm de apresentar encaminhamentos médicos justificando a aplicação da vacina.