Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Políticas sobre Drogas | 08.07.19 - 17h47

Mais de 13 mil recifenses participam de ações de políticas sobre drogas

img_alt

Diversas atividades foram promovidas pela PCR durante 10 dias. (Foto: Daniel Tavares/PCR)

 

De acordo com balanço realizado pela Secretaria Executiva de Política sobre Drogas do Recife, mais de 13 mil recifenses participaram da III Semana de Políticas Sobre Drogas. Durante os dez últimos dias de junho, diversas atividades foram executadas com o tema Desafios da Inserção. A programação incluiu atividades lúdicas, expositivas, debates, feira de serviços, seminário, reuniões, oficina, roda de diálogo, show da prevenção, encontros de integração, entre outras ações de prevenção e cuidado.

A secretária de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas Sobre Drogas e Direitos Humanos, Ana Rita Suassuna, avaliou que trazer experiências e debates sobre o tema favorece o aprimoramento da política, fortalecendo as estratégias de atuação que intervenham nesse grave problema social. Na gerência de Prevenção, a Sepod promoveu ações que atenderam públicos diversos, desde crianças até profissionais. As atividades foram marcadas pela Campanha Educativa Lei Seca, que consiste em ações de prevenção de venda de bebidas alcoólicas para menores de idade nos arredores dos polos de animação junina e, ainda, ações durante o período do São João do Recife.

A Semana incluiu ainda a Exposição da Rede Complementar de Políticas sobre Drogas, que reuniu representantes da rede complementar dos serviços. O evento contou com mais de 20 instituições, fortalecendo o diálogo entre o poder público e Organizações de Sociedade Civil (OSCs). Além disso, promoveu divulgação dos serviços ofertados, proporcionando melhor atendimento para a população. Cloves Benevides, secretário estadual de Política de Prevenção analisa que refletir sobre o tema, especialmente, no trato com a reinserção social, está se promovendo o direito à cidadania.

O II Seminário de Políticas Públicas sobre Drogas promoveu um amplo debate com a proposta de contribuir para que o encontro alcançasse discussões focadas na atualização de conceitos e intercâmbio de experiências entre as mais diversas instituições que atuam no segmento. O seminário teve como objetivo o estímulo à discussão sobre inserção para prevenção ao uso de álcool e outras drogas e, também, no processo de cuidado, no âmbito da política pública sobre drogas do Recife. Para a secretária Executiva de Políticas Sobre Drogas, Ana Paula Marques, é importante essa união de esforços que possam proporcionar a inserção de usuários.

Na ocasião, foram promovidos debates expositivos com setores da sociedade que lidam com políticas de drogas e suas transversalidades, além de discussões sobre a política pública sobre drogas e socialização de experiências no contexto da inserção. O coordenador técnico do Rio Grande do Sul, Rodrigo Vasconcelos, que trouxe a experiência do Projeto Desafio Jovem, na Comunidade Terapêutica de Três Coroas, falou que tudo que está na vanguarda da recuperação de usuários trabalha com a inserção social. “Hoje não se pensa apenas em tratar o dependente, mas trabalhar num contexto, pensando como o indivíduo vai voltar para seu território, para família, para a empregabilidade”, ressaltou, elogiando a iniciativa de Recife de discutir com vários segmentos da sociedade a inserção social.