Secretaria Mobilidade e Controle Urbano - Semoc

NOTÍCIAS

Controle Urbano | 09.10.19 - 18h51

PCR avança no ordenamento do bairro de São José e apresenta novo plano de mobilidade

img_alt

Seguindo o cronograma estipulado pela gestão municipal, a partir desta quinta-feira (10) as laterais Leste e Sul da Praça Dom Vital serão exclusivas para pedestres. (Foto: Marcos Pastich/PCR)

 

O pedestre vai ganhar 1.870 m² de livre circulação no Bairro de São José, em uma área antes tomada pelo comércio informal e por veículos. A iniciativa da Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc), em parceria com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) e com a Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb), é parte do plano ordenamento da gestão municipal para o bairro de São José. A partir desta quinta-feira (10) as laterais Leste (a partir da Rua Padre Muniz até a Rua do Porão) e Sul (a partir da Rua José do Ribamar até a Rua Padre Muniz) do Mercado de São José serão pedestrianizadas, para garantir uma mobilidade segura e o uso do espaço público pelos pedestres. As vagas de Zona Azul já existentes nas laterais Oeste e Norte serão preservadas. As novidades foram apresentadas em uma coletiva de imprensa na tarde desta quarta-feira (9).

O projeto da CTTU prevê a implantação de faixas de pedestres elevadas, duas delas nas áreas que serão pedestrianizadas, para facilitar a travessia das pessoas com deficiência e com mobilidade reduzida, e duas nas áreas com circulação de veículos. Além disso, outras cinco faixas de pedestres serão implantadas no entorno e cinco refúgios também serão colocados, para diminuir o espaço de travessia e garantir mais segurança aos transeuntes. Além disso, serão implantadas duas vagas de estacionamento para ônibus de turismo na lateral Norte do Mercado de São José. Ao todo, serão 25 vagas de Zona Azul preservadas nas laterais Oeste e Norte da Praça Dom Vital, incluindo vagas de carga e descarga.

Para o secretário de Mobilidade e Controle Urbano do Recife, João Braga, a devolução do espaço para as pessoas era uma vontade antiga. "É uma grande alegria darmos mais esse passo para a melhoria do ordenamento de toda aquela área. Os turistas, os recifenses e os comerciantes comemoram junto conosco, pois esse era um desejo de todos", comenta.

As obras para recuperação do pavimento original, drenagem e implantação de travessias elevadas ficarão a cargo da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana (Emlurb) e têm o prazo estimado até dezembro deste ano. O investimento será de R$ 743.745,28 e as intervenções vão beneficiar uma área total de 2.226,10 m². A requalificação será possível graças ao ordenamento do comércio informal do entorno do Mercado de São José, realizada pela Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc). Os comerciantes foram realocados em um espaço melhor e mais propício para a execução de suas atividades. Dessa forma, tanto os comerciantes quanto os demais usuários e frequentadores do mercado e adjacências serão beneficiados com as ações da gestão municipal.

A pavimentação está sendo recuperada com a retirada do asfalto que cobre o piso original em paralelepípedos e os diversos tipos de piso provenientes das barracas que foram retiradas. A ação irá beneficiar as ruas que contornam o mercado e a Praça Dom Vital, vias que são continuação das ruas das Calçadas, Praia, Padre Muniz e do Porão, além da Travessa do Mercado. A drenagem será avaliada para identificar os problemas existentes, como abatimentos da rede e ligações clandestinas de esgoto, e para que seja restaurada. A iluminação também está sendo modernizada com a substituição das antigas lâmpadas por luminárias em LED.

Além disso, a Prefeitura do Recife finalizou, em setembro, a revitalização da Praça Dom Vital, que fica em frente à Basílica da Penha. Os serviços, também feitos pela Emlurb, compreendem a recomposição da acessibilidade da praça, que conta com cinco rampas no local, paisagismo (recomposição de alegrete e colocação de grama); recuperação de todo o piso e dos 14 bancos; melhorias na iluminação; pintura geral; e recuperação do monumento de Dom Vital e da estátua de Liêdo Maranhão. A obra terá um custo de R$ 62 mil.

A diretora de Manutenção Urbana da Emlurb, Marília Dantas, afirma que "a Emlurb está trabalhando para recuperar toda a área do entorno do Mercado de São José, uma vez que com a realocação do comércio informal foi possível identificar os problemas no pavimento e na drenagem da área. Já iniciamos também a requalificação da iluminação substituindo as luminárias por lâmpadas em LED, além de termos reformado a Praça Dom Vital, o que já trouxe uma nova vida ao local."

ORDENAMENTO DO BAIRRO - Foram construídos três novos equipamentos para abrigar os comerciantes que ficavam nas ruas de todo o bairro de São José: o Centro de Comércio do Cais de Santa Rita, o Anexo do Mercado de São José e o Novo Mercado das Flores. Eles já estão em funcionamento e têm a capacidade de beneficiar cerca de 550 trabalhadores da área.

Com mais essa mudança, a Prefeitura do Recife dá um novo passo para a melhoria do ordenamento do Centro do Recife. O Mercado de São José, a Praça Dom Vital e a Basílica da Penha estão mais visíveis para o turista e para o recifense, o pedestre tem mais mobilidade e os comerciantes têm um lugar mais confortável e digno para comercializar seus produtos. Os novos espaços contam com banheiros e coberta, dando mais estrutura também aos clientes.

A primeira etapa do Centro de Comércio do Cais de Santa Rita está em funcionamento desde 2017, com cerca de 40 boxes de alimentação. A etapa que está sendo entregue agora tem capacidade para 374 bancas e boxes de roupas, alimentação, feira de frutas e verduras, fiteiros, estivas e alimentos como grãos, charque e frios em geral. Além desse equipamento, também foi entregue no dia 1º de setembro o Anexo do Mercado de São José, com 87 boxes de ervas medicinais e artigos religiosos, que antes ficavam no entorno no Mercado de São José, nas conhecidas barracas verdes. O equipamento vai permitir a passagem de pedestres entre a Praça Dom Vital e o terminal de ônibus do bairro. Já o Novo Mercado das Flores, que antes funcionava próximo à sede do Consórcio Grande Recife, agora está com nova localização e funciona na continuidade do Centro de Comércio do Cais de Santa Rita. São cerca de 40 vendedores de flores beneficiados.