Companhia de Trânsito e Transporte Urbano

NOTÍCIAS

Mobilidade | 07.11.19 - 15h18

CTTU implanta nova área de trânsito calmo do Recife, desta vez no Largo da Paz

img_alt

Após o bairro da Ilha do Leite e as avenidas Conde da Boa Vista e Cruz Cabugá, que agora têm mais espaços para pedestres, o Largo da Paz receberá intervenções de redesenho urbano com humanização do espaço público (Foto: Antônio Tenório/PCR)

 

Para dar mais segurança aos pedestres que circulam diariamente no Largo da Paz, no bairro de Afogados, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) e da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU), implantará um redesenho urbano naquela área. A intervenção, que entrará em vigor a partir da sexta-feira (8), está fundamentada no conceito de Trânsito Calmo (Traffic Calmming) e tem como principal objetivo a redução de fatores de risco de acidentes de trânsito.

O redesenho urbano do Largo da Paz criará novas ilhas e refúgios protegidos para os pedestres em espaços projetados sobre a via. Dessa forma, as travessias serão encurtadas e as áreas de circulação e espera dos usuários que circulam à pé serão ampliadas, de modo a distribuir o espaço público de forma mais democrática e equilibrada. Os usuários com mobilidade reduzida estão entre os principais beneficiados.

Além da manutenção da sinalização das faixas de pedestres existentes no Largo da Paz, duas novas travessias serão criadas para facilitar a acessibilidade dos pedestres aos pontos de interesse existentes no entorno, como o Mercado de Afogados, a Feira Nova, a Igreja da Paz, a policlínica, o comércio local, os pontos de ônibus e a estação de Metrô. Os novos refúgios e ilhas serão implantadas em trechos da Estrada dos Remédios, Rua da Paz, Rua São Miguel, Rua Motocolombó, Rua Maria Pereira de Lucena e Rua Buenópolis, nas imediações da Praça da Paz.

A iniciativa fará uso do Urbanismo Tático, uma metodologia aplicada com a colaboração da população, que prevê a remodelagem do espaço urbano através da implantação de demarcações na via, em cores destacadas, limitadas por balizadores, de modo a ampliar os espaços dedicados aos pedestres. A segurança viária é o foco das intervenções.

A presidente da CTTU, Taciana Ferreira, explica que a proposta leva mais humanização para o espaço público. “Essa é uma intervenção que dá protagonismo ao pedestre, que é o lado mais frágil no trânsito e, por isso, precisa ser protegido pelos demais modais. Os elementos das pinturas humanizam o espaço público e tudo isso contribui para um trânsito mais respeitoso e seguro, que é o principal foco da CTTU”, destaca.

O Largo da Paz foi escolhido para o projeto de redesenho urbano com humanização do espaço público devido ao alto fluxo de pedestres em toda a área. No principal cruzamento da intervenção, entre a Estrada dos Remédios e a Rua São Miguel, transitam, diariamente, mais de 15 mil pedestres. Para viabilizar a implantação das medidas de Trânsito Calmo, foram realizados estudos de engenharia de tráfego. Dessa forma, foi possível definir a geometria mais adequada à realidade do local. Os resultados desses estudos ratificam as evidências de que a maioria dos usuários do Largo da Paz são pedestres e que a área demanda uma distribuição mais equilibrada, para garantir mais segurança para todos.

Durante os primeiros dias, artistas educadores da Trupe da CTTU estarão no local para orientar os condutores e os pedestres sobre as mudanças. Para regulamentar as ações, a CTTU também vai realizar a manutenção de sinalização vertical e horizontal nas vias. Ao todo, serão implantadas 25 placas de trânsito e cinco faixas de pedestres serão requalificadas com a sinalização adequada para garantir a segurança na travessia dos pedestres.     

TRÂNSITO CALMO  - No Recife, o método do Urbanismo Tático para implantação do Trânsito Calmo já foi utilizado em áreas como as avenidas Cruz Cabugá e Mário Melo, além de vias no bairro da Ilha do Leite, Rua da Aurora, Rua Doutor João Santos Filho e Rua Capitão Lima. As experiências, que trazem redução de velocidade e aumento das áreas exclusivas para pedestres, demonstram a prioridade dada à segurança dos que andam a pé e fortalecem conscientização das pessoas em priorizar este público por meio de intervenções de baixo custo.

CONSULTE O MAPA AQUI