NOTÍCIAS

Saúde | 03.12.19 - 12h01

Samu cria programa para prevenir quedas em idosos

No Recife, quedas da própria altura em idosos representam mais da metade das solicitações de atendimentos a idosos relacionados a causas externas

 

Um conjunto de estratégias para orientar e prevenir quedas em idosos. É com este objetivo que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) do Recife está lançando o programa “Samu+60”, cuja missão é treinar Agentes Comunitários de Saúde (ACS) para identificar nas comunidades da capital pernambucana o grau de risco de queda em pessoas acima de 60 anos e quais abordagens podem ser adotadas para evitar este tipo de acidente.

De acordo com os registros de ocorrências do Samu 192, mais da metade das solicitações de atendimentos a idosos relacionados a causas externas (como agressões e acidentes de trânsito) são por causa de quedas da própria altura. Desde 2017, somente no Recife, foram registrados quase 3.700 chamados deste tipo. As quedas muitas vezes deixam sequelas significativas nos idosos, como fraturas (com ou sem necessidade de cirurgia), traumas cranianos e até óbito.

Na cartilha lançada pelo Núcleo de Educação Permanente (NEP) do Samu Recife, constam um questionário e orientações para realização de um teste de equilíbrio com o idoso, que indicará a classificação do risco de quedas, levando em conta o número de quedas no último ano, problemas visuais, dificuldade ao caminhar, deformidades nos pés ou calçados inapropriados. A partir desse diagnóstico, o ACS poderá avaliar o que deve ser feito para ajudar o paciente a evitar os acidentes.

De acordo com o coordenador do Samu Recife, Leonardo Gomes, o projeto começará a ser implantado no Distrito Sanitário 3, na Zona Norte do Recife, e será expandido para outras áreas da cidade em 2020. “A prevenção de quedas em idosos decorre de uma abordagem multifatorial, que inclui desde recomendações de cuidados domésticos a ajustes em questões de saúde e de condicionamento físico. As estratégias podem ser montadas em parceria com o Programa Academia da Cidade e com os médicos e demais profissionais das Unidades de Saúde da Família”, destaca Leonardo Gomes.

Entre as recomendações do Samu+60 para prevenir quedas em idosos, estão evitar subir escadas, não usar tapetes soltos e extensões elétricas pela casa, colocar objetos de uso frequente em locais de fácil acesso, adequar iluminação dos ambientes, colocar barras de apoio em banheiros, proteger quinas de móveis, entre outras. Ainda é possível verificar a necessidade na mudança de medicações que possam causar sonolência e queda de pressão, além da recomendação da prática de exercícios para melhora de força e equilíbrio.