Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Direitos Humanos | 22.07.20 - 11h22

Palestra virtual discute a convivência entre avós e netos durante quarentena

 
Nesta quarta-feira (22), a Gerência da Pessoa Idosa da Prefeitura do Recife promove evento online para debater a importância da vivência das pessoas idosas e seus netos e netas
 

Em alusão ao Dia dos Avós, comemorado em 26 de julho no Brasil, a Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos (SDSJPDDH), realiza uma palestra online nesta quarta-feira (22), às 15h30. Com o tema "Avós, netas e netos: a importância dessa relação", o evento virtual tem o intuito de proporcionar visibilidade à participação dos avós na vida familiar e social.

Promovida pela Gerência da Pessoa Idosa do Recife, a palestra será transmitida pelo YouTube, por meio do link https://www.youtube.com/watch?v=i9p2e2Lrzzc. O evento contará com a participação da psicóloga clínica e especialista em psicologia da família Vitoria Menezes, que é avó de sete netos, e da professora doutora Mayana Pinheiro, que é neta de dona Raimunda, de 98 anos.

Diante da circunstância de isolamento social devido à pandemia, a iniciativa pretende também destacar o papel dos avós neste momento, no qual muitos estão sem convívio familiar há vários meses e outros se tornaram cuidadores integrais de netos e netas, enquanto creches e escolas estão fechadas. "A convivência entre as avós e descendentes deve ser vista como fonte de cuidados e aprendizagens mútuas e, por isso, é importante que seja valorizada. Entretanto, é importante lembrar que a relação entre gerações distintas também pode trazer possíveis tensões naturais", afirma Cacilda Medeiros, gerente da Pessoa Idosa do Recife.

Desde o início da pandemia da covid-19 no Recife, a Gerência da Pessoa Idosa do Recife, em parceria com o Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Recife (COMDIR), tem promovido debates virtuais para valorizar as vivências das pessoas idosas, sobretudo, preocupando-se em se tornar um canal de comunicação para esse público que faz parte do grupo de risco da doença. Ainda no mês de junho, foram realizadas três palestras virtuais em alusão ao Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.