NOTÍCIAS

Saúde | 03.04.20 - 19h26

Prefeitura do Recife interrompe vacinação contra gripe

img_alt

O serviço será retomado assim que o município receber novas doses do Ministério da Saúde (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe está novamente suspensa no Recife até que o município receba novas doses do Ministério da Saúde (MS). Nesta sexta-feira (3), as quase 15 mil doses restantes foram aplicadas nos idosos e profissionais de saúde. Desde o início da campanha, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife vacinou quase 210 mil idosos e profissionais de saúde, totalizando quase 85% do público-alvo que precisa receber a vacina nesta primeira fase da campanha, que vai até o próximo dia 15. O serviço será retomado assim que chegarem novas doses.

Das quase 15 mil doses aplicadas nesta sexta, mais de quatro mil foram aplicadas nas pessoas com mais de 60 anos nos pontos de drive thru montados no Shopping Rio Mar, no Pina, e na Avenida Beberibe, no Arruda, para evitar aglomerações diante da pandemia de covid-19. Os drives foram fruto de parcerias com o Grupo JCPM e o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PE), para que os idosos não precisassem descer do veículo para receber vacina. As outras doses foram aplicadas nas cerca de 150 unidades de saúde com sala de vacinação.

As unidades de saúde que ainda têm doses remanescentes poderão utilizá-las na próxima segunda-feira (6). Os profissionais de saúde que não trabalham na unidade onde irão receber a vacina devem levar, além da carteira de vacinação e um documento de identificação, comprovante laboral, como crachá ou carteira de trabalho, por exemplo.

A Secretaria de Saúde do Recife acredita que a procura dos idosos pela imunização excedeu as expectativas, tanto no Recife como em diversas cidades do País, por causa da pandemia causada pelo novo coronavírus. No entanto, a Sesau reforça que a vacina contra gripe não previne contra covid-19, mas sim de três tipos de vírus Influenza: A H1N1, A H3N2 e B.

OUTRAS ETAPAS - O Ministério da Saúde anunciou, nesta semana, a inclusão de caminhoneiros e motoristas de transporte coletivo e portuários como parte do grupo prioritário para vacinação na segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra Gripe, que começa no dia 16 de abril. Até então, só estavam inclusos na segunda etapa as pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os profissionais das forças de segurança e salvamento, detentos e funcionários do sistema prisional, além dos adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em cumprimento de medida socioeducativa.

Na terceira fase da campanha, entre os dias 9 e 23 de maio, serão imunizadas as crianças de 6 meses a 5 anos, as gestantes, puérperas (mulheres que tiveram filho há até 45 dias) e os professores, além das pessoas com deficiência e os adultos de 55 a 59 anos - ambos incluídos na vacinação a partir deste ano.