NOTÍCIAS

Saúde | 03.11.20 - 13h36

Outubro foi o mês com menor número de casos e óbitos de covid-19 no Recife

No mês de outubro, o Recife confirmou 2001 novos casos de Covid-19; em maio, foram 11 mil casos confirmados. Na manhã desta terça (3), prefeito Geraldo Julio falou sobre o assunto e reforçou a importância do uso de máscara e álcool 70%


O mês de outubro, encerrado no último sábado (31), trouxe os menores números de casos e óbitos no Recife desde o pico de casos, em maio.. Na manhã desta terça-feira (3), o prefeito Geraldo Julio fez um pronunciamento e destacou que no mês de outubro a cidade registrou 2.001 casos confirmados da doença, o menor número desde o início da pandemia. Em maio, mês com mais casos confirmados, o número chegou a 11 mil. Em relação ao número de óbitos, em outubro foram registrados 23 no total, uma diminuição de 97,1%, quando comparado com maio, o pico da pandemia. Em seu pronunciamento, o prefeito Geraldo Julio destacou a manutenção das medidas de prevenção como essenciais para a manutenção dos indicadores da pandemia em baixa na cidade. 

“Nós continuamos acompanhando os números da covid em nossa cidade e agora no mês de outubro nós tivemos o registro do menor número de casos confirmados, com 2001 casos, quando em maio, o pior mês, nós tivemos mais de 11 mil casos confirmados. É uma diferença muito significativa. A gente teve também o menor número de óbitos registrados por Covid que representam 3% do número de óbitos ocorridos no mês de maio. Mas é muito importante que a prevenção continue, nós estamos com 130 agentes fazendo a sanitização e já fizeram quase 120 mil visitas. É muito importante que a população continue tomando também todos os cuidados, a limpeza das mãos, o uso do álcool e uso permanente da máscara. É fundamental que todos utilizem a máscara para continuar controlando a covid em nossa cidade”, declarou o prefeito Geraldo Julio.

Os sete hospitais municipais e os leitos de covid abertos em outras duas unidades de saúde propiciaram quase 21 mil atendimentos e mais de 6.800 internações. Para dar conta dessa demanda extraordinária, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife contratou mais de quatro mil profissionais e adquiriu mais de 10 mil equipamentos médico-hospitalares, além 3,5 milhões de equipamentos de proteção individual (EPIs).

Com a queda dos indicadores da pandemia, foi possível desmobilizar seis dos hospitais de campanha. Ao todo, já foram desativados 796 leitos municipais, restando 232 leitos em funcionamento, sendo 110 UTIs e 122 enfermarias. Neles, estão internados hoje 147 pacientes – 67 nas enfermarias e 80 deles nas UTIs. O único hospital de campanha municipal que permanece funcionando completamente é o Hospital Provisório Recife 1, localizado na Rua da Aurora, em Santo Amaro.

Uma das medidas importantes implementadas pela PCR para prevenção de infecções por covid-19 foi a sanitização de espaços públicos - técnica reconhecida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) como eficaz no enfrentamento ao novo coronavírus. De forma pioneira no Nordeste, a Secretaria de Saúde do Recife realizou, desde março, quase 120 mil visitas para desinfecção de espaços públicos. Diariamente, mais de 130 profissionais da Vigilância Ambiental do Recife sanitizam cerca de 600 locais de grande fluxo de pessoas. Foram empregados, até hoje, mais de 630 mil litros da solução desinfetante com ação viricida de alto nível, cujo efeito tem início em até cinco minutos e o efeito residual atua por 24 horas.