NOTÍCIAS

Educação | 04.07.18 - 15h05

Prefeitura do Recife lança Clubes de Cinema e Rádio nas escolas municipais

Iniciativa envolve recursos de R$ 856 mil Reais e vai beneficiar 89 unidades da rede municipal de ensino

 

Nesta quinta-feira (5), a Prefeitura do Recife lança um amplo projeto de Educomunicação na rede de ensino municipal do Recife através do lançamento dos Clubes de Rádio e Cinema. Juntas, as ações irão beneficiar mais de 25 mil estudantes. O evento acontece na sede da Diretoria Executiva de Tecnologia de Educação (antigo Colégio Nóbrega, na Soledade) a partir das 14h e contará com nomes essenciais do segmento como o do radialista Edvaldo Morais e da Cineasta Kátia Mesel.

No total, os Clubes de Cinema e de Rádio irão receber 705 itens como projetores, notebooks, modems, classmates (notebook voltado para educação), caixas de som, amplificadores e microfones. O investimento total nos kits, que serão entregues para 89 escolas e creches-escola da rede municipal de ensino, é de R$ 856.695,38, sendo 77 kits destinados a Clubes de Cinema e outros 27 para os Clubes de Rádio.

Para o secretário de Educação do Recife, Alexandre Rebêlo, a iniciativa vem em boa hora e reforça políticas na área de tecnologia em educação já existentes na rede, como os Clubes de Robótica. “As ferramentas tecnológicas têm muito a somar no segmento pedagógico e no desenvolvimento dos estudantes da rede municipal. Atenta às novas tendências, a Prefeitura do Recife ratifica hoje a vocação da rede no nicho da Educomunicação, braço científico que promove o diálogo permanente entre os saberes da educação e da pedagogia, promovendo o protagonismo dos jovens, desenvolvendo seu pensamento crítico, o trabalho em grupo e o respeito às diferenças”, arremata.

A iniciativa de oficializar os Clubes de Rádio e de Cinema também ratificam a vocação natural da cidade nos dois segmentos, que fazem história desde a década de 20 do século passado. Em 1919 surgia a Rádio Clube de Pernambuco, primeira emissora de rádio do país. Ainda na década de 20, a capital pernambucana também seria destaque nacional em Cinema com o que se chamou “Ciclo do Recife”, com uma produção intensa de filmes.

Posteriormente o rádio também foi uma importante ferramenta na educação de adultos do Recife na década de 60 através do Movimento de Cultura Popular (MCP), que lançou escolas de rádio e produzia programas radiofônicos para ministrar aulas para a população. O cinema do Recife, por sua vez, decola definitivamente a partir da década de 90 com representação inconteste em festivais nacionais e internacionais dedicados à Sétima Arte.

Rede possui produção profícua – A paixão pelo cinema e pela rádio é uma constante na rede de ensino e hoje. Confira alguns números

  • A criação de web rádios nas escolas municipais teve seu pontapé inicial no ano de 2015, a partir de quando começaram capacitações para professores da rede.
  • Atualmente há mais de 50 web rádios em plena atividade na Rede Municipal de Ensino do Recife, além de unidades com rádios de pátio. O objetivo do projeto é desenvolver a capacidade dos estudantes de trabalhar em equipe, aprimorar o exercício da leitura e dos dotes artísticos. O projeto também estimula o protagonismo jovem e faz dos alunos agentes de cidadania com intensa troca de experiências.
  • Os programas têm o formato de Podcasts (sistema que disponibiliza gravações no formato MP3 em plataformas que podem ser acessadas por meio da internet), permitindo ao ouvinte livre acesso - inclusive pelo celular - e as produções são ancoradas em plataformas online e aplicativos como o Mixcloud.com. O conteúdo produzido sempre tem um viés didático e informativo. Para ouvir - https://www.mixcloud.com/radioescolarecife/
  • 92 Escolas já trabalhavam com exibição de Cinema – Hora do Cinema segunda última avaliação geral feita no fim de 2017 com ajuda dos Multiplicadores
  • A Rede municipal de ensino possui seu próprio festival de cinema, que se chama EmCine (Encontro Municipal de Audiovisual na Educação) cuja primeira edição aconteceu em 2017, no Forte das Cinco Pontas. No total, 48 escolas participaram e competiram com filmes no Festival, que  possui uma mostra competitiva.
  • Mais de 100 escolas utilizam filmes de forma pedagógica em sala de aula