Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Educação | 05.10.17 - 12h20

Prefeitura do Recife implanta projeto piloto de prevenção às drogas nas escolas

img_alt

O foco da ação são os estudantes do 6º ao 9º ano da rede municipal de ensino (Foto: Irandi Souza/PCR)

 

A Prefeitura do Recife deu início, nesta semana, a uma ação piloto de prevenção ao uso abusivo de drogas nas escolas da rede municipal de ensino. O Projeto Descolado é promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Equipes de mobilizadores sociais da Secretaria Executiva de Políticas sobre Drogas do Recife (Sepod) iniciaram o bate-papo sobre prevenção às drogas pela Escola Municipal Nilo Pereira, localizada em Casa Amarela, onde conversaram com mais de 70 alunos de turmas do 6º e do 9º ano. Nesta sexta-feira (6), haverá encontro com outro grupo de estudantes da Nilo Pereira, às 10h30.

O público-alvo do projeto piloto são cerca de 300 alunos dos Anos Finais do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) da Escola Municipal Nilo Pereira. A ideia é que, após a experiência nesta unidade de ensino, a ação possa ser levada para outras escolas municipais de Anos Finais. Com o bate-papo sobre prevenção ao uso abusivo de drogas, a Sepod tenta fazer com que os estudantes reconheçam as habilidades que têm e possam sonhar, fazer planos, fortalecer os vínculos familiares e escolares, aumentando os fatores de proteção e diminuindo os fatores de risco para uso de drogas.

O secretário-executivo de Políticas Sobre Drogas do Recife, André Sena, explicou que a metodologia do Descolado é fundamentada, principalmente, nos princípios do Escritório da Organização das Nações Unidas sobre Drogas e Crimes (UNODC), que vai monitorar a implementação da ação. “O projeto é pautado no respeito aos direitos humanos, na lógica da redução de danos, na responsabilidade compartilhada, na formação de agentes de transformação social e no respeito aos serviços previamente estabelecidos da rede pública", explicou André Sena.

O tema do primeiro encontro com os alunos foi "Prevenção como estilo de vida". Os adolescentes falaram sobre a valorização dos profissionais na escola e elegeram funcionários que são referência para eles. "Esse é o início da construção de um sonho para os nossos alunos e ele vai se realizar através do projeto de vida que eles vão traçar durante os encontros. Acho que a equipe do projeto vai dar uma injeção de autoestima nos estudantes, mostrando que os sonhos deles são palpáveis”, afirmou o gestor da Escola Municipal Nilo Pereira, George Pereira.

A gerente-geral de Operações da Sepod Recife, Mila Aguiar, destacou o ganho para a cidade com a implantação do projeto. "O Descolado vai chegar às escolas do Recife com a grande responsabilidade de aliar a educação à prevenção ao uso de drogas, por meio de uma ação contínua e em conjunto com toda a comunidade escolar. Considerar o contexto de vida do aluno é uma das prioridades desta ação", disse a gestora.

Alunos do 6º ano, Andrew Luiz, de 11 anos, e Estêvão Rodrigues, de 10 anos, disseram que têm grandes sonhos: Andrew quer ser piloto de corrida, e Estêvão, policial militar. "Eu sei que, para conseguir realizar meu sonho, não posso desistir e preciso estudar bastante", afirmou Andrew.

PREVENÇÃO - O Projeto Descolado faz parte do Programa Mobiliza Recife, que integra o Sistema Mais Recife de Políticas sobre Drogas, que tem como foco a prevenção ao uso e abuso de drogas, o cuidado com os usuários e a inserção social deles. O Mobiliza Recife é o eixo de prevenção do Sistema Mais. Em junho deste ano, a Prefeitura do Recife firmou uma parceria com o UNODC para implantação do Mobiliza Recife, fazendo da capital pernambucana o primeiro município a firmar parceria com o escritório da ONU sobre Drogas e Crimes. O termo de cooperação técnica assinado pelo prefeito Geraldo Julio e o representante do UNODC no Brasil, Francisco Cordeiro, garante suporte da ONU à Prefeitura no acompanhamento do Mobiliza Recife.