Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Desenvolvimento e Empreendedorismo | 08.02.18 - 15h02

Polo de Artesanato é boa opção para comprar itens carnavalescos no Bairro do Recife

img_alt

Espaço do Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte) funciona na Praça do Arsenal, oferecendo itens como adereços, camisas e fantasias (Foto: Inaldo Lins/PCR)

 

Os foliões que frequentam o Bairro do Recife durante o Carnaval deste ano podem adquirir, a preços convidativos, itens como adereços de cabeça, camisas customizadas e fantasias para adultos e crianças. A Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, montou o Polo do Artesanato, situado na Praça do Arsenal, ao lado do Paço do Frevo, com 32 artesãos e artesãs ligados ao Programa de Apoio ao Desenvolvimento do Artesanato do Recife (Prodarte).

Nesta quinta-feira (8), o Polo funciona das 16h às 20h. Na sexta-feira (9), abertura do Carnaval, o funcionamento será das 14h às 24h, assim como do domingo à terça. E no sábado de Zé Pereira (10), o estande abre das 16h às 24h. O artista plástico Caidé pinta camisas na hora, focando em temas da cultura popular, principalmente o maracatu rural. “Temos também peças de madeira com tinta acrílica, todas feitas à mão, mostrando diversos aspectos da cultura pernambucana”, afirma.

A artesã Tereza Cristina expõe camisas pintadas à mão, retratando ícones da folia como o Galo da Madrugada, o Homem da Meia Noite e os caboclos de lança. “Tenho também roupas de chita, tecidos floridos e fantasias infantis. Já estamos vendendo bem e o movimento vai bombar a partir da sexta. É preciso ter um estoque grande pra dar conta da demanda”, diz.

Perto dali, a também artesã Mariza Carvalho vende tiaras, fantasias e sombrinhas, além de produtos para crianças. “Trago muita coisa do universo dos super heróis: capas e máscaras, martelos do Thor, escudos do Capitão América. Passo meses me preparando para participar, porque o movimento é sempre muito bom”, atesta.

Vinculado à Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente, o Prodarte fomenta o artesanato do Recife, por meio do apoio aos artesãos cadastrados, do fortalecimento da geração de renda e da divulgação cultural do município. A equipe do Prodarte orienta e apoia a produção artesanal, bem como facilita o acesso a feiras e capacitações. A novidade é que os produtos podem ser visualizados no novo Instagram do Prodarte (@prodarte.recife). A página traz fotos das peças e os contatos dos artesãos, facilitando as vendas e a divulgação do trabalho.

ALIMENTAÇÃO - No Carnaval do Recife 2018, o folião poderá contar com cerca de 210 empreendedores que vão comercializar comidas e bebidas nos polos da folia. O Bairro do Recife tem 120 barracas distribuídas pelos pontos de maior movimento: proximidades do Marco Zero, praça do Arsenal, Cais da Alfândega, ruas da Moeda, Bom Jesus, Alfredo Lisboa, Mariz e Barros, Barbosa Lima e Dona Maria César. Eles fazem parte de sete grupos de Economia Solidária com atuação na área central da cidade.

Já nos polos descentralizados, como Várzea, Ibura, Cordeiro, Campo Grande e Brasília Teimosa, outros 90 profissionais das próprias comunidades estarão a postos para garantir que não falte comida e bebida na festa. Além disso, grupos de mulheres acompanhadas pela Gerência de Economia Solidária estarão a postos na Central do Carnaval para vender adereços carnavalescos e customizar as roupas dos foliões.