NOTÍCIAS

Habitação | 18.09.17 - 12h29

Estudantes da Mustardinha mostram através de peça a importância do saneamento básico e da preservação do Meio Ambiente

Apresentação faz parte da segunda fase do projeto de Capacitação em Educação Sanitária e Ambiental

 

Após algumas semanas de ensaio, estudantes do 2° ano do ensino médio da Escola Municipal Othon Paraíso apresentam a peça "Meio Ambiente, Responsabilidade de Todos Nós"  para os moradores da Mustardinha. A Encenação foi criada dentro do Projeto de Capacitação em Educação Sanitária e Ambiental, executado pela Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Saneamento. A apresentação será feita na terça-feira (19), às 16h, na Praça do ABC, localizada na Rua Neto Campêlo Júnior.

O objetivo principal da ação é alcançar o maior número de pessoas dentro do bairro, levado mais informação e conscientização para assuntos como descarte do lixo, uso correto do sistema de esgotamento sanitário e os cuidados com o meio ambiente. Após aulas teóricas dentro do projeto, adolescentes começaram a colocar em prática tudo o que foi aprendido durante as palestras que abordaram saneamento básico e preservação do meio ambiente na primeira etapa da capacitação. 

Com a ajuda de um facilitador com formação em artes cênicas, os alunos da Escola Othon Paraíso criaram o texto e ensaiaram durante duas semanas a peça Meio Ambiente, Responsabilidade de Todos Nós. Na última semana, a encenação foi apresentada em outras escolas do bairro e a partir de agora, será levada para as ruas da Mustardinha.

PROJETO – Realizado inicialmente no bairro da Mustardinha, a ação tem o objetivo de capacitar agentes multiplicadores e conscientizar estudantes sobre a preservação ambiental e o uso correto do sistema de esgotamento sanitário. Com temas trabalhados de formas lúdica, artística e participativa, as atividades da capacitação abordam assuntos como o uso consciente da água, o descarte correto dos resíduos sólidos, a preservação do meio ambiente, a prevenção de doenças arboviroses e elementos do saneamento básico. O projeto tem como público alvo as crianças, adolescentes, jovens, adultos locais e professores. Além de agentes comunitários, de endemias e de saúde da Prefeitura do Recife que atuam no local.