NOTÍCIAS

Finanças | 20.05.20 - 10h40

Esclarecimentos sobre contratações e gastos para a COVID-19

img_alt

A Prefeitura do Recife já construiu 7 hospitais de campanha, que já atenderam mais de 7.000 pacientes, já fizeram 2.000 internações e mais de 700 pacientes já tiveram alta hospitalar e voltaram para casa (Foto: Andréa Rêgo Barros/PCR)

 

A Prefeitura do Recife tem se esforçado diariamente para salvar vidas diante da pandemia. Somos a capital que mais construiu leitos novos em todo país para a COVID-19. E isso requer investimentos. Para facilitar a consulta de todos sobre os gastos para socorrer os recifenses, atualizamos a lista de aquisições e contratações publicada no Portal da Transparência.

Tem quem prefira usar a maior crise de saúde dos últimos tempos como plataforma eleitoral. Nós não, preferimos salvar vidas, e não vamos medir esforços para isso, tudo dentro da legalidade, sob a orientação dos órgãos de controle e com transparência. O total de processos de aquisição da Secretaria Municipal de Saúde é de R$ 394 milhões. Esses processos nem sempre se tornam despesa efetiva, já que muitos fornecedores não conseguem fazer as entregas nesse momento de escassez de insumos. O valor total pago pela secretaria até agora é de R$ 115 milhões.

A Prefeitura do Recife já construiu 7 hospitais de campanha, que já atenderam mais de 7.000 pacientes, já fizeram 2.000 internações e mais de 700 pacientes já tiveram alta hospitalar e voltaram para casa. São pais, mães, avós e filhos que retornaram para suas famílias após serem tratados nos hospitais novos da Prefeitura.

O Recife é também a capital que mais entregou cestas básicas e quentinhas para a população vulnerável, além de material didático e kits de limpeza.

O total de processos de contratações da Prefeitura é de R$ 460 milhões e o total pago chega a R$ 144 milhões. Isso é investimento para salvar a vida dos recifenses.

Quanto à comparação feita pela oposição com outras cidades, reportagens mostram, por exemplo, que os gastos da cidade de São Paulo são de R$ 1,5 bilhão. Já a cidade do Rio de Janeiro inaugurou o primeiro hospital de campanha quando o Recife já tinha aberto sete.

 

http://transparencia.recife.pe.gov.br/