NOTÍCIAS

Controladoria | 22.08.16 - 12h19

Prefeitura do Recife cria aplicativo para gerenciamento de frota de veículos oficiais

img_alt

Programa está em fase de teste em três secretarias (Foto: Marcos Pastich/PCR)

 

Prefeitura do Recife cria aplicativo para gerenciar a frota de veículos oficiais utilizados pela gestão. Desenvolvido pela Controladoria Geral do Município(CGM), o software promoverá uma economia nos gastos e mudará a lógica do uso da frota no serviço público, que atualmente é feito de forma  descentralizada, por cada secretaria, e agora passará a ser de maneira compartilhada. 

Em fase de teste, o programa contempla a solicitação e chamado dos motoristas, controle em GPS dos trajetos, gera relatórios de produtividade por motorista, uso simultâneo de veículos, mapa de calor, solicitações agendadas e comparação de custos com táxi. Para que a frota da Prefeitura funcione de forma mais produtiva e econômica, o aplicativo de controle dará à gestão o total de  carros necessários e onde eles devem permanecer de acordo com a demanda. Os veículos da CGM, Secretaria de Planejamento e a Secretaria de Finanças são os primeiros a testar a inovação.

A plataforma completa de gerenciamento da frota oficial além de estar disponível nas versões mobile para os usuários (servidores e motoristas) também terá versão web e contará com relatórios para subsidiar as decisões de racionalização do transporte. A sistemática é semelhante aos aplicativos de táxi, já conhecidos pela população, adaptados à realidade do serviço público e embarcado com os relatórios gerenciais.

O controlador do município, Rafael Figueiredo, afirma que o aplicativo será implantado após três meses de teste e destaca a importância deste tipo de gerenciamento no ano de crise econômica. "Em ano de dureza, tivemos  que nos reinventar para preservar a manutenção do custeio da cidade e dos investimentos públicos, seguindo a máxima do prefeito Geraldo Julio de fazer mais com menos", explica o controlador. 

Rafael Figueiredo ainda ressalta que a Prefeitura terá racionalização dos uso dos veículos, redução do consumo de combustível e emissão de poluentes, contribuindo positivamente na mobilidade urbana. Tudo isto facilitará o Gerenciamento Matricial da Despesa, para que, com as economias geradas possam ser mantidos os investimentos na cidade, como o Compaz, Hospital da Mulher, Upinhas, academias Recife, ciclovias, etc. Figueiredo ainda acrescenta que se trata de uma solução inovadora, mais eficaz e ambientalmente adequada.