NOTÍCIAS

Saúde | 24.01.20 - 18h56

PCR divulga projetos selecionados para atuar na prevenção de ISTs no Recife

img_alt

Organizações da Sociedade Civil receberão investimento total de R$ 100 mil para desenvolver os trabalhos. (Foto: Ikamahã/SesauPCR)

 

A Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife divulgou o resultado preliminar do chamamento público que convoca Organizações da Sociedade Civil para desenvolver projetos de prevenção de HIV/Aids, sífilis, hepatites virais e outras Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs). Foram selecionadas três instituições que atuam na prevenção dessas doenças e outra foi desclassificada por pendências documentais. O aviso de chamamento público foi publicado no Diário Oficial do Município dessa quinta-feira (23), e a ata está disponível aqui.

Os interessados em recorrer da decisão podem contestá-la até a próxima segunda-feira (27). Inicialmente, o Instituto Boa Vista, o Grupo de Trabalho e Prevenção Posithivo - GTP+ e a Gestos Soropositividade, Comunicação e Gênero foram selecionados para receber investimento total de R$ 100 mil para desenvolver projetos nas áreas temáticas de promoção à prevenção de práticas sexuais seguras, comunicação em saúde, promoção de direitos humanos, além de advocacia e controle social. O financiamento está dentro das ações de enfrentamento à sífilis, que faz parte dos objetivos estratégicos do Plano Municipal de Saúde.

O público-alvo para os trabalhos são pessoas com HIV/Aids; lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros (travestis, transexuais) e intersexos; mulheres em vulnerabilidade social, jovens, população acima de 50 anos, profissionais do sexo e usuários de álcool e outras drogas. Esses grupos foram escolhidos como prioritários para receber ações de prevenção, com base no resultado de pesquisas sobre a prevalência da infecção pelo HIV. Os projetos deverão ser executados no prazo de quatro a oito meses, contados a partir da primeira liberação de recursos financeiros. 


SERVIÇO DE ATENÇÃO ESPECIALIZADA –
 Em dezembro, a Prefeitura do Recife inaugurou um Serviço de Atenção Especializada (SAE) para as pessoas com HIV/Aids no Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) da Policlínica Gouveia de Barros, na Boa Vista, que foi completamente requalificado. O local tem capacidade para atender até 600 pessoas por mês, oferecendo ações de prevenção e qualidade de vida às pessoas com HIV/Aids e seus parceiros.

O SAE conta com uma equipe multiprofissional composta por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, assistente social e psicólogo. No serviço, são disponibilizados aos pacientes assistência clínica e psicossocial, indicação de profilaxias primárias e secundárias para infecções oportunistas e sexualmente transmissíveis; indicação e manejo de terapia antirretroviral, além de Profilaxia Pós Exposição ao HIV (PEP) e Profilaxia Pré-exposição ao HIV (PrEP). O espaço conta com sala de coleta, quatro consultórios e farmácia.

TESTES RÁPIDOS – Além do Centro de Testagem e Aconselhamento, a Prefeitura do Recife disponibiliza mais de 100 unidades de saúde onde pode ser feita a testagem rápida para HIV e sífilis, além dos testes que são feitos nos mutirões e ações de saúde, assim como em eventos como Carnaval e São João. Em 2017, o teste era feito em apenas 43 unidades. A lista completa onde são oferecidos os testes rápidos está disponível no Portal da PCR. O exame é feito em cerca de meia hora.

A rede pública também oferece, nos postos, vacina contra hepatite B, disponível para todas as pessoas, independentemente de idade ou condição de vulnerabilidade. O esquema é composto por três doses, como preconiza o Ministério da Saúde.

ENFRENTAMENTO À SÍFILIS – A Secretaria de Saúde do Recife criou, em 2018, o Plano Municipal de Redução da Sífilis, como estratégia para frear o aumento de casos da doença. Dentro do plano, a capital também incluiu outras intervenções, entre elas a descentralização da oferta de testes rápidos e a realização da campanha Pré-Natal do Parceiro, para estimular os homens a realizarem seus exames nas consultas das companheiras.

O tratamento contra a sífilis é feito com uso da penicilina, disponibilizada em 97% das Unidades de Saúde da Família, assim como nas Unidades Básicas Tradicionais e policlínicas da rede municipal. De 2013 até agora, a oferta de unidades que realizam aplicação de penicilina cresceu 381%.

A experiência exitosa no enfrentamento à sífilis levou a equipe da Sesau Recife a ser das vencedoras da "16ª Mostra Brasil, aqui tem SUS", na temática Vigilância em Saúde. A mostra ocorreu em Brasília, durante o 35º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems), realizado em julho.

DADOS – O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), aponta, em 2019, que, no mundo, cerca de 40 milhões de pessoas vivem com HIV. Só no ano passado, aproximadamente 1,7 milhão de pessoas foram infectadas e 770 mil foram a óbito por causas relacionadas ao vírus.

No Recife, entre os anos de 1984 até o momento, foram notificados quase 11 mil casos de Aids (mais de 7.500 homens e quase 3.500 mulheres). Já as infecções pelo HIV ultrapassam as quatro mil notificações desde 2014 (cerca de três mil homens e mil mulheres). Entre os anos de 2000 a 2019, foram notificadas mais de 1.600 gestantes com HIV.

Na capital pernambucana, foram registrados, entre 2010 e 2018, cerca de 1.500 óbitos por Aids, com média anual de 167 óbitos. A infecção pelo HIV e a Aids fazem parte da Lista Nacional de Notificação Compulsória de Doenças.