Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos

NOTÍCIAS

Direitos Humanos | 24.07.18 - 19h33

PCR promove curso de Direitos Humanos para membros de conselhos

img_alt

O objetivo da formação promovida pela PCR é contribuir para a formação de agentes públicos cada vez mais sensibilizados e comprometidos com a garantia da dignidade humana e do exercício da cidadania (Foto: Lu Streithorst/PCR)

 

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Juventude, Políticas sobre Drogas e Direitos Humanos do Recife (SDSJPDDH) promoveu, nesta terça-feira (24), o curso “Direitos Humanos em Ação” para profissionais que integram os diversos conselhos de direitos vinculados à secretaria, profissionais da Prefeitura do Recife e convidados que desenvolvem atividades relacionadas ao tema. A formação realizada no Centro Universitário Joaquim Nabuco, em Jardim Santo Antônio, no Centro do Recife, faz parte do projeto “DHialogando sobre Direitos Humanos” e continua na próxima sexta-feira (27).

O objetivo do projeto DHialogando sobre Direitos Humanos é realizar, mensalmente, discussões sobre temas atuais da conjuntura local e nacional da luta por direitos humanos, para estimular a reflexão crítica sobre a atuação dos servidores da PCR na defesa desses direitos da população recifense. De acordo com o gerente-geral de Direitos Humanos do Recife, Paulo Moraes, o curso desta terça visa colaborar com a compreensão da cultura dos direitos humanos e contribuir para a formação de agentes públicos cada vez mais sensibilizados e comprometidos com a garantia da dignidade humana e do exercício da cidadania.

Paulo Moraes traçou um histórico da importância dos Direitos Humanos no mundo contemporâneo, lembrando que tudo começou no século passado, com a criação da Organização das Nações Unidas (ONU) e a formalização da Declaração Universal dos Direitos Humanos. “A partir daí, foram surgindo um conjunto de novos direitos, em diversas partes do mundo, empenhados em promover justiça social e igualdade de gênero e raça”, frisou Paulo Moraes.

Na segunda metade do curso, os participantes foram convidados por Alexandre Nápoles, gerente da Criança e do Adolescente do Recife, a refletirem sobre o tema “Ética no Serviço Público e Cidadania”. O gestor também fez questão de falar sobre a importância do curso para todos que atuam na área de direitos humanos. “Essa formação é decisiva para melhorar o serviço público municipal, pois é a partir da reflexão coletiva que encontramos juntos as soluções para os problemas sociais que afligem os mais diversos segmentos da nossa sociedade”, argumentou.

Servidor da Gerência de Livre Orientação Sexual (GLOS) da SDSJPDDH, Gerailton Jorge elogiou a iniciativa. “Dentro da perspectiva de quem trabalha diretamente com o desrespeito e o preconceito sexual, participar de um curso como este é muito gratificante, principalmente pela busca de novos conhecimentos que eu possa utilizar na luta diária por direitos de gênero igualitários”, ressaltou. Gerailton e os demais participantes do curso receberam material informativo sobre os conselhos e órgãos municipais de defesa dos direitos das pessoas idosas, crianças e adolescentes, pessoa com deficiência e LGBTs.

Outra participante que aprovou a formação foi Wylna Espinar, que trabalha na Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, no núcleo Sarte da Secretaria de Saúde, que é voltado à igualdade racial e à defesa dos idosos, crianças e adolescentes. “Assim que soube do curso me inscrevi e estou gostando muito. Vou levar para casa dicas importantes sobre direitos humanos. Além disso, é uma ótima oportunidade de trocar experiências com outros profissionais que atuam na área”.