NOTÍCIAS

Saúde | 24.10.20 - 15h01

Samu Metropolitano do Recife recebe doação de EPIs do Consulado dos Estados Unidos

img_alt

A entrega de 25 mil máscaras, 14 mil luvas e 12 mil aventais descartáveis foi realizada na sede do Samu 192, na Boa Vista (Foto: Ikamahã/SesauPCR)

 

Maior desafio da humanidade, no último século, a pandemia da covid-19 necessita de ampla colaboração entre pesquisadores, povos e governos de todo o mundo para ser completamente vencida. No Recife, um importante passo nessa direção foi dado. O Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife entregou equipamentos de proteção individual (EPIs) ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Metropolitano do Recife, na tarde desta sexta-feira (23).

A doação de 25 mil máscaras, 14 mil luvas e 12 mil aventais descartáveis foi realizada na sede do Samu 192, na Boa Vista. “O Samu foi escolhido para distribuir esses itens essenciais devido à sua capacidade de gestão e por sua missão em prestar atendimento emergencial para os mais necessitados”, destacou a cônsul-geral dos EUA, Jessica Simon. 

A entrega foi viabilizada por meio do Comando Sul do Departamento de Defesa dos Estados Unidos. A doação soma um valor de 48 mil dólares (cerca de R$ 230 mil).  "Entendemos esse gesto, em primeiro lugar, como um reconhecimento do trabalho do Samu Metropolitano do Recife no enfrentamento à pandemia. Mesmo quando ela terminar, vamos poder utilizar esses equipamentos nos atendimentos do dia a dia, em casos clínicos, pediátricos e acidentes", explicou o médico Leonardo Gomes, coordenador-geral do Samu Metropolitano do Recife.

Na terça-feira (27), o Consulado Geral fará uma segunda doação, dessa vez no Compaz Escritor Ariano Suassuna, no bairro do Cordeiro. Serão entregues kits de higiene e cestas básicas a famílias com dificuldades econômicas causadas pela pandemia da covid-19.

Desde o início da pandemia, o Samu Metropolitano do Recife tornou-se a porta de entrada para pacientes com sintomas respiratórios, bem como o responsável pelo transporte entre as unidades que fazem o primeiro atendimento, como as emergências das policlínicas, UPAs e os hospitais de campanha. Desde o socorro à primeira paciente com suspeita de covid, no fim de fevereiro, até esta semana, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) registrou mais de 11 mil chamados por causas respiratórias, que geraram a mais de 5.400 atendimentos a pessoas com suspeita de covid. De maio (1.673) para setembro (356), o envio de ambulâncias para atendimento a casos suspeitos de covid caiu 78%. Na comparação de setembro com agosto, a queda foi de 23%.

Para garantir todos esses atendimentos do Samu, da rede de sete hospitais de campanha construídos pela Prefeitura do Recife e o funcionamento de toda a rede municipal de saúde, a gestão municipal adquiriu mais de 3,5 milhões de itens de EPIs destinados aos profissionais de saúde, além de mais de dez mil equipamentos médico-hospitalares.