NOTÍCIAS

Controladoria | 26.01.17 - 16h34

Comitê do Programa de Inovação, Desburocratização e Eficiência da Administração discute projetos para racionalizar gastos públicos

img_alt

Reunião foi conduzida pelo controlador geral do município, Rafael Figueiredo (Foto: Inaldo Lins/PRC)

 

O Comitê do Programa de Inovação, Desburocratização e Eficiência da Administração (Proidea) reuniu-se na última quarta-feira(25) para apresentar e  definir a estratégia, metodologia e projetos prioritários que irão contribuir para a melhoria da qualidade dos serviços públicos, incentivar o aumento da produtividade, fomentar o bom ambiente de negócios no Recife e reduzir custos na máquina administrativa da Prefeitura do Recife. A reunião foi conduzida pelo controlador geral do município, Rafael Figueiredo, que abriu o encontro apresentando os objetivos do programa e os 11 projetos que ao longo deste ano serão colocados em prática no município.

Participaram do encontro, representantes do colegiado formado pelas secretarias de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente; de Mobilidade e Controle Urbano; de Planejamento, Administração e Gestão de Pessoas; de Planejamento Urbano; e de Finanças; e ainda da Controladoria Geral do Município, da Procuradoria Geral do Município, da Emprel e da Agência Recife para Inovação e Estratégia. 

Rafael Figueiredo destacou que a finalidade do comitê é atuar de forma que haja uma racionalização do gasto público e melhoria nos serviços que são oferecidos pelo município à população. "Neste primeiro encontro o comitê realizou o nivelamento da metodologia e definiu os projetos prioritários", ressaltou, acrescentando que também  foi aprovada a realização de uma pesquisa aos servidores, via email, para acolhimento de sugestões para projetos que objetivem a inovação, desburocratização ou eficiência da Administração Municipal. 

Os membros permanentes do Comitê, formados por representante da Secretaria de Planejamento, Administração e Gestão de Pessoas; da Procuradoria Geral do Município, da EMPREL e da Agência Recife para Inovação e Estratégia,  ficaram encarregados de apoiar os Grupos de Trabalho (GTs) dos Projetos por meio de assessoria técnica nas áreas jurídica, de tecnologia de informação, de gestão de processos e inovação. Eles também irão pactuar com os GTs, acompanhar e informar os membros efetivos sobre o andamento dos projetos através do software livre de gerenciamento de projetos, Redmine.

Já os membros efetivos do Comitê Gestor, composto pelo Controlador Geral do Município; Secretário de Controle Urbano e Mobilidade; Secretário de Finanças; Secretário de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente; Secretário de Planejamento, Administração e Gestão de Pessoas; Secretário de Planejamento Urbano; Presidente da Empresa Municipal de Informática - EMPREL; Presidente da Agência Recife para Inovação e Estratégia; e Procurador Geral do Município, ficaram encarregados de monitorar e refedinir as principais diretrizes das várias missões, promover a cooperação  e interação entre os órgãos e entidades e ainda estabelecer metas e apurar resultados dos projetos.

Os GTs de cada projeto  serão formados por representante das unidades que sejam objetos do projeto e que detenham expertise sobre o tema que será tratado e conhecimento sobre outros assuntos que contribuam para o sucesso do projeto. Caberão a eles executar os projetos e apurar indicadores de desempenho da relação antes/depois da sua implantação.

Os membros efetivos deverão se reunir  pelo menos, a cada quinze dias, quando serão reportados os andamentos dos projetos pelos membros permanentes.