Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

NOTÍCIAS

Trabalho e Qualificação | 26.08.21 - 19h46

Em julho, Recife registra saldo positivo de 2.216 empregos e obtém 4º mês consecutivo de alta e o 6º em 2021

 

Capital pernambucana fechou mês passado com 13.313 admissões, uma variação de 0,45% em relação a junho. No acumulado do ano, crescimento é de 2,58%

 

Com mais um mês de números positivos na geração de emprego, o Recife vem dando mostras significativas de recuperação econômica em contraponto ao cenário de crise instalado no Brasil. Com um estoque de 496.470 vínculos formais, a capital pernambucana registrou em julho o maior patamar de postos de trabalho ativos, número superior ao verificado antes do início da pandemia da covid-19, em março de 2020. No mês passado, o município contabilizou saldo positivo de 2.216 empregos, sendo o quarto mês consecutivo de alta no indicador neste ano, e o sexto em 2021. Os números foram divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), vinculado ao Ministério da Economia, nesta quinta-feira (26).

 

"Os novos dados do CAGED mostram que o Recife consolida o ritmo de crescimento do emprego, sinalizando uma forte retomada da economia. A agenda do prefeito João Campos segue firme na área econômica, buscando alavancar mais investimentos, tanto públicos como na atração de investimentos privados, o que vai gerar ainda mais empregos e renda para toda a população", avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife, Rafael Dubeux.

 

Em julho, Recife registrou 13.313 admissões, frente a 11.097 demissões, obtendo o segundo maior saldo positivo entre as capitais do Nordeste. O município ficou atrás apenas de Fortaleza (CE), que, no mês passado, obteve a diferença de 6.034 empregos formais a mais.

 

No Recife, os setores que mais impactaram positivamente em julho foram: Serviços, 8.130 postos de trabalho gerados (+1.522); seguido pelo Comércio, com 3.012 vínculos ativos (+655); Construção Civil, com 1.375 trabalhadores admitidos (-35); Indústria, com 713 empregos gerados (+24); finalizando com Agropecuária, com 83 (+50).

 

No acumulado de 2021 até o mês de julho, o Recife registra saldo positivo de 12.472 empregos formais, decorrentes de 93.911 admissões e de 81.439 desligamentos, representando uma variação de 2,58%.

 

Os resultados positivos na geração de emprego consolidam várias ações desenvolvidas pela Prefeitura do Recife, com o objetivo de preparar a cidade para a virada econômica no pós-pandemia. Sob a liderança do prefeito João Campos, o plano de retomada econômica vem sendo construído em diálogo com os setores produtivos e é composto por projetos que visam a melhoria do ambiente de negócio, atrelados ao um amplo processo de modernização e transformação digital da gestão pública e atração de investimentos. Permeando todo esse cenário, o bem sucedido plano de vacinação contra a covid-19 permitiu a capital pernambucana se tornar um case de sucesso na imunização da população, vacinando cerca de 90% da população adulta com ao menos uma dose anticovid.