NOTÍCIAS

Saúde | 27.09.17 - 16h41

Profissionais de saúde do Recife debatem sobre suicídio

img_alt

Evento, em alusão ao Setembro Amarelo, aconteceu na manhã desta quarta-feira (27) e contou com palestras. (Foto: Luciano Ferreira/PCR)

 

A Secretaria de Saúde realizou, na manhã desta quarta-feira (27), o primeiro seminário “Tentativa de Suicídio: Avanços e Desafios na Promoção da Integralidade do Cuidado”. O evento, em alusão ao Setembro Amarelo, foi voltado para profissionais de saúde e contou com a presença do secretário Jailson Correia, que lembrou a importância da atenção básica na identificação do problema. 

“Muitas vezes, podemos evitar tentativas de suicídio ouvindo os pacientes, identificando sintomas. É uma questão muito séria, já que a cada minuto há dezenas de tentativas no País”, afirmou o secretário de Saúde do Recife.

O Setembro Amarelo, mês em alusão ao grave problema do suicídio, é lembrado no Brasil desde 2014 e foi trazido ao País pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Associação Brasileira de Psiquiatria. A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o suicido um problema de saúde pública.

Para o ano de 2015, últimos dados contabilizados, o Ministério da Saúde menciona a ocorrência de uma taxa mundial de 10,7 casos de suicídio por 100 mil habitantes. No Brasil, a taxa foi de 6,3/100.000 hab., e em Pernambuco, 3,3/100.000hab. A taxa no Recife variou de 3,45/100.000 em 2010 para 3,71 em 2015. Nesse período foram registradas 321 mortes.

No período de 2009 a 2016 foram notificados 3.469 casos de tentativas de suicídio em residentes de Recife, maiores de 10 anos de idade, sendo os dados captados por meio da notificação violência interpessoal e intoxicação exógena.