Secetaria de Saúde

NOTÍCIAS

Saúde | 28.12.20 - 21h04

Recife com novo Espaço Mãe Coruja na Zona Norte

img_alt

Desde a implantação do Programa, a cidade conta com 15 espaços que já beneficiaram, ao todo, mais de 15 mil mulheres e 11 mil crianças (Foto: Ikamahã/Sesau PCR)

 

A Prefeitura do Recife realizou a entrega oficial de um novo Espaço do Programa Mãe Coruja, em Chão de Estrelas, o 15º da cidade. O ato aconteceu na tarde desta segunda-feira (28) com a presença da primeira-dama, Cristina Mello, que também é médica, e do secretário municipal de Saúde, Jailson Correia. O local, que começou a funcionar durante a pandemia, em setembro, beneficia mulheres e crianças dos bairros da Campina do Barreto, Arruda, além de parte de Campo Grande e Fundão. Esse espaço está entre as 1.500 obras concluídas pela PCR em 2020.

O Espaço Chão de Estrelas conta com dois profissionais para acompanhamento das gestantes durante o pré-natal, parto e puerpério, e a criança do nascimento até menores de seis anos. No local já são 74 mulheres cadastradas, 61 gestantes e 12 crianças. “Celebramos esta última entrega pública do Mãe Coruja, coincidentemente, na semana em que o prefeito Geraldo Julio sancionou o Plano Municipal da Primeira Infância. E isso é um marco histórico dessa gestão. Encerramos um ciclo pelo começo de tudo, focando nas crianças. Porque a primeira infância é onde devemos depositar os nossos maiores investimentos e esperança nas pessoas, para termos um futuro ainda mais brilhante”, vibrou o secretário de Saúde do Recife, Jailson Correia.

A primeira-dama do Recife, Cristina Mello, destacou a importância do empenho dos profissionais de saúde em fazer dar certo o Espaço Mãe Coruja. “Estamos entregando para a próxima gestão da cidade uma saúde bem melhorada e agradecemos ao trabalho de todos vocês, pelo esforço de não desistir. O Mãe Coruja mostra que o cuidado com o começo da vida nos permite colher frutos ainda melhores, depois”, enfatizou. As localidades onde ficam os espaços são escolhidos a partir de um diagnóstico epidemiológico e social, dos últimos anos, retratando o perfil da mortalidade materna e infantil na área. Atualmente, mais de 30 bairros do Recife são cobertos pelos 16 espaços em funcionamento.

No Programa Mãe Coruja Recife são desenvolvidas ações intersetoriais, envolvendo várias Secretarias Municipais, que criam uma rede de apoio para o cuidado integral à mulher, filho (a) e família, proporcionando a transformação de sua realidade. Entre essas ações estão: cursos de qualificação profissional, curso de brinquedista, projeto Geração Afeto, oficinas com materiais reciclados, contação de histórias para crianças, yoga para gestantes, curso técnico de eletricista predial, oficina de shantala com bebês, rodas de conversas sobre violência contra a mulher e empoderamento feminino, passeios de catamarã, oficina de psicomotricidade com crianças, entre outras.

Para se cadastrar é preciso estar gestante, fazendo o pré-natal pelo SUS, e residir dentro da área de atendimento. A mulher deve ir ao Espaço Mãe Coruja mais próximo, portando a Caderneta da Gestante do SUS e um documento de identificação. Uma vez registrada, ela poderá, por exemplo, ser orientada sobre seus direitos durante o pré-natal, parto e consultas do recém-nascido, além de participar dos Cursos de Qualificação Profissional, Oficina Alimentar e dos Círculos de Educação e Cultura.

Por causa da pandemia de covid-19, grande parte do trabalho da equipe do Mãe Coruja Recife está sendo feito de forma remota, incluindo as orientações e atendimentos gerais. As mães também são instruídas a propor que algum acompanhante vá até os espaços pegar os kits para evitar aglomerações e exposições ao novo coronavírus. Desde agosto, foram distribuídos 650 kits com livros de histórias infantis e álcool a 70% para as famílias.

PROGRAMA MÃE CORUJA RECIFE – Importado do Governo de Pernambuco, a iniciativa é desenvolvida pela Prefeitura do Recife desde 2014, com o objetivo de reduzir a mortalidade materno-infantil no município. Agora, são 15 espaços: Santo Amaro, Joana Bezerra, Água Fria, Chão de Estrelas, Torrões, Emocy Krause, San Martin, Coqueiral, Bernard Van Leer, Brejo da Guabiraba, Macaxeira, Maria Rita, Cohab (Ivo Rabêlo), Cohab (Ur-4/Ur-5) e Ibura.

Desde a criação, mais de 15 mil mulheres e 12 mil crianças passaram pelo programa. Já foram distribuídos mais de 10 mil Kits Bebê, cada um com 12 itens de enxoval e higiene, como bolsas, banheiras e fraldas descartáveis para auxiliar na saúde e conforto da mulher e do recém-nascido. As mães também recebem o Álbum do Bebê para guardar as memórias da primeira infância e acompanhar o desenvolvimento da criança. Os materiais são disponibilizados às gestantes cadastradas que realizem, no mínimo, sete consultas de pré-natal no SUS.