Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer

NOTÍCIAS

Assistência Social | 30.09.15 - 09h15

Fórum comemorativo do Dia Mundial do Turismo abriu discussão para a economia criativa

Realizado pela Secretaria de Turismo e Lazer do Recife, o evento reuniu cerca de 280 pessoas no Teatro Apolo

 

O Fórum do Dia Mundial do Turismo, realizado pela Prefeitura do Recife, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer, trouxe a discussão da economia criativa e sua importância para o desenvolvimento e crescimento das cidades do mundo. O evento, realizado na noite da terça-feira (29), fez parte da programação da semana em comemoração ao Dia Mundial do Turismo e garantiu uma reflexão sobre como atitudes inovadoras podem favorecer, além do desenvolvimento das cidades, o turismo.

O secretário de Turismo de Lazer do Recife, Camilo Simões, realizou a abertura do evento falando do importante desafio do poder público em transformar economia criativa em potencial turístico. "Somos uma cidade com uma efervescência cultural imensa, rica historicamente e gastronomicamente. Temos que aproveitar essa nossa realidade e associar à economia criativa, cada vez mais crescente em nossa cidade, para ampliar nossos atrativos turísticos". O encontro teve como mediador o secretário executivo de Turismo e Lazer do Recife, Gilberto Pimentel, e foi aberto para 280 pessoas que lotaram o Teatro Apolo, no Bairro do Recife.

Uma das palestras mais aguardadas foi a de Ana Carla Fonseca. Ela é mestra em administração, doutora em urbanismo, professora e coordenadora de cursos de pós-graduação no Brasil, na Espanha e na Argentina, consultora e assessora para a ONU (PNUD, UNESCO E UNCTAD) sobre economia criativa. No currículo extenso, Ana Carla acumula ainda o período em que foi consultora para a América Latina e o Caribe dos relatórios globais Creative Economy Report 2008 e 2013. Para ela, o Recife tem uma forte vocação para negócios criativos. 

Durante sua palestra, Ana Carla mostrou como usar a cidade de forma positiva, aproveitando aquilo que se tem no município, levando vida para os espaços públicos. Ela citou inúmeros exemplos, como Milão que reaproveitou o espaço onde já funcionou uma igreja e o transformou em um empreendimento de casa noturna. "O que a gente prefere? Ver aquele espaço ganhando vida ou entregue às ruínas. A gente pode ampliar nosso olhar para esse tipo de espaço". Ela também mencionou a ação realizada em Gaza que reaproveitou muros abandonados para se transformarem em grandes galerias a céu aberto. "Trabalhar a criatividade e converter isso em inovação, é isso que deve ser feito. Uma cidade tem que ser criativa de forma conectada".

O evento teve continuidade com a palestra de Lucas Foster, psicólogo e consultor em criatividade, economia criativa e desenvolvimento, além de fundador e diretor executivo da ProjectHub, primeira rede internacional para empreendedores da economia criativa estabelecida no Brasil. Para ele, o principal para quem tem atitude empreendedora é abrir mão da expressão "isso não vai mudar, sempre foi assim". Ele mencionou a crise mundial como um período de possibilidades. "É no momento de crise que as pessoas ousam mais, criam novas referências". Foster ressaltou que o Recife é uma cidade que consegue encontrar modelo diferenciado a partir de ações inovadoras, especialmente em parceria público-privada. "O poder público pode agir como catalisador dessas conexões importantes". Um grande projeto que é exemplo disso é a Ciclofaixa de Turismo e Lazer, que todos os domingos e feriados reúne mais de 20 mil pessoas e é um projeto realizado em parceria com a iniciativa privada, financiado pelo Itaú. 

Entre os empreendedores locais presentes na programação, destacam-se Mauro Lima, do Taxi Cultural; Victória Moura, sócia proprietária do novo Azul Fusca Hostel; e Lúcia Helena Guimarães Rodrigues, idealizadora do projeto O Mundo Lá de Casa. Após as palestras, foi aberta uma roda de discussões.  

A programação preparada pela Secretaria de Turismo e Lazer do Recife para celebrar o Dia Mundial do Turismo continua até o dia 1º de outubro, quando será realizado o Fórum Panrotas. Hoje (30), a programação continua com três oficinas. Das 8h às 12h, no Paço do Frevo, acontece o encontro com o tema Turismo Comunitário: fazeres e perspectivas; no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães (MAMAM), das 8h às 12h, o tema será Acessibilidade comunicacional no turismo; à tarde, das 14h às 18h, também no Paço do Frevo, a discussão será Museus e turismo: possibilidades e práticas.

 

Fórum Panrotas

Dentro da semana dedicada ao turismo, o Recife sedia pela primeira vez o Fórum Panrotas, que reunirá, a partir das 13h do dia 1º de outubro, no Courtyard Recife Boa Viagem, os palestrantes Maurici Júnior, especialista em marketing digital e comércio eletrônico; Zé Luiz Tavares, da área de publicidade e propaganda; e o jornalista Arthur Luiz Andrade. Eles falarão sobre negócios de viagem na era da internet e sobre as transformações do setor do turismo. O evento é exclusivo para convidados.