Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

NOTÍCIAS

Ciência, Tecnologia e Inovação | 30.09.21 - 17h03

Prefeitura do Recife prorroga até 24 de outubro inscrições para universitários e profissionais participarem do Desafio Público de Inovação

img_alt

Inscrições devem ser feitas em duplas. Equipe vencedora receberá premiação total de R$ 44 mil, incluindo despesas com viagem aos Estados Unidos. Além disso, solução escolhida será adotada pela Emlurb para melhorar drenagem urbana da capital pernambucana. (Foto: Daniel Tavares/PCR)

 

Se você sonha ver sua ideia ser utilizada para melhorar a cidade em que vive e ainda receber uma premiação em dinheiro e uma viagem aos Estados Unidos com tudo pago, a oportunidade chegou. A Prefeitura do Recife prorrogou até o dia 24 de outubro as inscrições do primeiro Desafio Público de Inovação Aberta para estudantes de qualquer curso superior e profissionais graduados em qualquer instituição de Ensino Superior que residam na cidade. O tema desse desafio é drenagem urbana. Os interessados deverão propor soluções para monitorar, mitigar e/ou anular os impactos das marés na capital pernambucana. O projeto vencedor será executado pela Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) e os vencedores ganharão um prêmio de R$ 44 mil, que inclui todos os custos para uma viagem a cidade de Boston.

O Desafio Público de Inovação Aberta é uma parceria entre a Prefeitura do Recife, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (SDECTI) e da Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), com o Centro Universitário Tiradentes de Pernambuco (Unit-PE) e o Tiradentes Institute e atende a uma demanda real da cidade. A iniciativa é uma ação do Escritório de Parcerias Inovadoras, criado no município e liderado pela SDECTI, cujo objetivo é ampliar o diálogo e a cooperação entre a gestão municipal e instituições científicas, de tecnologia e inovação e entidades para elaborar soluções urbanísticas, econômicas e sociais, em novos modelos de  parceria com a segmentos privados e com o terceiro setor.  

Os interessados deverão formar duplas para se inscreverem no processo seletivo - apenas duplas serão aceitas. Cada equipe deverá apresentar seu projeto por meio de formulário eletrônico disponível no link  https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfk1o5hOB53UiaAL679vA8pjmXbW8nuP9GlQwzin_cEjgg2Uw/viewform, até o dia 24 de outubro, juntamente com o link para um vídeo de até três minutos apresentando sua ideia para o tema do desafio. O vídeo deve estar publicado em qualquer plataforma de carregamento e compartilhamento de vídeos, como Youtube, Vimeo e outros.

Para se inscrever é necessário ser maior de 18 anos, estar matriculado em qualquer curso de graduação de qualquer Instituição de Ensino Superior (IES) no Recife credenciada junto ao Ministério da Educação ou ser formado a qualquer tempo. Ao menos um dos integrantes da dupla deve ser residente e domiciliado na capital pernambucana. Os candidatos deverão comprovar nível de inglês mínimo equivalente ao B-1 (intermediário). As bolsas-auxílio e as despesas de viagem da dupla selecionada serão custeadas pela Unit-PE.

Serão selecionados dez projetos para serem avaliados no pitch day – dia para apresentação, em poucos minutos, de ideias inovadoras, explorando características e benefícios dos projetos – para uma banca julgadora. Nesse evento, será selecionada a equipe vencedora e que desenvolverá a ideia. O pitch day ocorrerá no dia 4 de novembro. A dupla selecionada receberá como prêmio uma viagem para a cidade de Boston, em Massachusetts, nos Estados Unidos, custeada pela bolsa-auxílio no valor de R$ 12 mil para cada integrante, totalizando R$ 24 mil para a viagem. Além disso, os vencedores receberão uma bolsa-auxílio no valor total de R$ 20 mil, sendo R$ 1 mil para cada integrante ao longo dos dez meses de execução do projeto.

Em Boston, a dupla visitará institutos de pesquisa e conhecerá experiências e estudos relacionados ao tema do desafio. De volta, os vencedores poderão aprimorar o projeto e por em execução com o apoio da Emlurb. O Escritório de Parcerias Inovadoras é um compromisso de campanha do prefeito João Campos.

Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Recife (SDECTI), Rafael Dubeux, o objetivo da iniciativa é valorizar soluções inovadoras desenvolvidas nas instituições de ensino e pesquisa em desafios urbanísticos da cidade, aliando o conhecimento à prática. Os projetos bem sucedidos servirão de base para que a Emlurb adote a solução/tecnologia e já faça um plano de utilização. “Vamos aproveitar as ideias e projetos de universitários e profissionais e colocá-las a serviço do município, gerando resultados concretos para a sociedade. Ganha a gestão pública, ganham as universidades e ganha, sobretudo, o cidadão recifense”, afirma o gestor municipal.