NOTÍCIAS

Saúde | 01.10.19 - 21h32

Secretaria de Saúde do Recife inicia comemoração do Dia da Pessoa Idosa

img_alt

As ações especiais para as pessoas idosas seguem durante o mês de outubro com oficinas, palestras, atividades físicas com foco no envelhecimento saudável e práticas integrativas (Foto: Cortesia)

 

Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife deu início à programação em comemoração ao Dia internacional da Pessoa Idosa, celebrado nesta terça-feira (1º). As ações acontecerão durante todo o mês de outubro, nos oito Distritos Sanitários do município. Nesta terça, foram realizadas Feiras de Saúde e Serviços para as Pessoas Idosas na Unidade de Saúde da Família (USF) Alcides Codeceira, no Alto José Bonifácio, e na Universidade Católica de Pernambuco.

As feiras e as demais ações promovidas pela Coordenação da Política de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa do Recife fazem parte da programação do Outubro da Pessoa Idosa – Vivas para Velhice”, que é organizado conjuntamente pela Sesau, Gerência da Pessoa Idosa da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa do Recife (Comdir).

As ações especiais da Sesau para as pessoas idosas seguem durante o mês de outubro com oficinas, palestras, atividades físicas com foco no envelhecimento saudável nos polos da Academia da Cidade e práticas integrativas. Estão disponíveis no nosso portal CLICANDO AQUI, as programações da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Social eDireitos Humanos para o Mês da Pessoa Idosa.

O objetivo da Prefeitura do Recife é abordar, ao longo do mês, questões relacionadas ao envelhecimento, buscando superar os estereótipos associados aos idosos e trazer à tona situações de preconceito e exclusão que ainda são vivenciadas por muitos idosos. Segundo Kylvia Martins, coordenadora da Política de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa do Recife, as ações de saúde visam, sobretudo, promover a autonomia dos idosos e o envelhecimento saudável. “Existem diversas formas de velhices. Cada um tem sua história e merece ser respeitado. É preciso adicionar vida aos anos de vida, para envelhecer com dignidade”, avaliou a profissional.

Na USF Alcides Codeceira, no Alto José Bonifácio, a Feira de Saúde e Serviços para as Pessoas Idosas contou com mais de 60 idosos, que fizeram ginástica localizada, aferiram a pressão, fizeram teste glicêmico e teste rápido para HIV e sífilis, além de terem recebido orientação de saúde bucal. Profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) também palestraram sobre prevenção e promoção à saúde, reforçando a importância de redobrar os cuidados cuidado com o passar da idade.

A dona de casa Marinete Soares, de 69 anos, disse que apesar de não saber da existência da data, estava muito feliz em participar do evento: “Fui convidada pela agente de saúde e vim prestigiar. É bom saber que somos lembrados e ter esse momento só pra gente”.

Durante a Feira de Saúde e Serviços, o gerente da USF do Alto José Bonifácio, Davi de Oliveira, também reforçou a importância do uso da Caderneta do Idoso, criada pelo Ministério da Saúde. “A ideia foi trazer os idosos para esse evento na unidade de saúde, pois muitos, por limitações físicas e de saúde, não têm condições de se deslocar e participar das atividades dos Grupos de Convivência da Pessoa Idosa que existem pela cidade. Aproveitamos o encontro para passar pra comunidade a mensagem de que, no processo de envelhecimento, a pessoa idosa necessita do cuidado de toda a família”, reforçou Davi de Oliveira.

HOSPITAL DA PESSOA IDOSA - A Prefeitura do Recife começou a construir, em junho, na Estância, o Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa (HECPI), que será o primeiro do Nordeste a ser inteiramente voltado ao tratamento e prevenção de doenças observadas com mais frequência na população idosa. No Recife, são cerca de 200 mil pessoas nessa faixa etária. Com investimento de cerca R$ 25 milhões, a unidade deverá ofertar cinco mil consultas por mês, além de ter capacidade para 300 internações e 300 cirurgias mensais.

POLÍTICA DE SAÚDE - A Política de Saúde da Pessoa Idosa do Recife tem o objetivo de promover a autonomia dos idosos, direcionando medidas coletivas e individuais de saúde para esse fim, em acordo com os princípios e diretrizes do SUS. Voltada a todos os cidadãos recifenses a partir dos 60 anos, a política possui três eixos: prevenção/promoção, assistência à saúde e educação permanente:

Prevenção – Inclui a vacinação dos idosos, inclusive os acamados, através do Programa Nacional de Imunização (PNI); estimulo à prática de atividades físicas pelos idosos nos polos do Programa da Academia da Cidade; além de oferta de meditação, dança circular, uso de plantas medicinais, yoga e outras práticas integrativas através do Núcleo de Apoio às Práticas Integrativas etc.

Assistência - O atendimento clínico acontece nas unidades da Atenção Básica, onde os idosos são acompanhados e monitorados por vários profissionais da Estratégia de Saúde da Família.  Nas unidades, há encontros nos grupos de discussão, entrega de medicamentos (com consultas farmacêuticas) e orientações. Os casos mais graves são encaminhados para consultas especializadas nas Policlínicas.

Já os pacientes acamados contam com o Serviço de Atendimento Domiciliar (SAD), que dispõe de cerca de 500 leitos e equipe multidisciplinar. Além disso, os idosos que precisam de atendimento odontológico são assistidos pelas Equipes de Saúde Bucal e, quando necessitam de tratamento especializado ou prótese, são encaminhados aos oito Centros Especializados de Odontologia (CEOs).

Educação permanente – A Secretaria de Saúde do Recife promove capacitações, encontros, reuniões e seminários voltados às questões referentes à Política de Saúde da Pessoa Idosa, para os diversos profissionais de saúde da rede municipal.