Serviços para o Cidadão

Teatro Hermilo Borba Filho

img_alt

O Teatro leva o nome do dramaturgo pernambucano, Hermilo Borba Filho. (Foto: Sol Pulquério/PCR)

Teatro Hermilo Borba Filho surgiu a partir da adaptação para espaço cênico de dois armazéns que ficavam nos fundos do Teatro Apolo. Iniciou suas atividades, em 1987, com a montagem de O Balcão, de Jean Genet, com direção de Antonio Cadengue e atuação dos alunos do Curso de Formação do Ator, da UFPE. Após ampla reforma, foi reinaugurado em 1988, passando a levar o nome do dramaturgo pernambucano Hermilo Borba Filho, até então, chamava-se Centro Experimental Teatro Apolo. O Teatro Hermilo Borba Filho tem a capacidade para 150 pessoas. O Teatro Hermilo Borba Filho é um espaço de configuração flexível, podendo ajustar suas arquibancadas para diversas formações diferentes. Pelo fato de ter arquibancadas, não é um espaço tão confortável ao público, no entanto pelas suas características, em geral recebe espetáculos de grupos, e por isso merece atenção a sua programação. O pernambucano Hermilo Borba Filho (Palmares, 8 de julho de 1917 — Recife, 2 de junho de 1976) nasceu no Engenho Verde, município de Palmares, zona da Mata Sul de Pernambuco, brasileiro, foi escritor, crítico literário, jornalista, dramaturgo, diretor, teatrólogo e tradutor. Bacharel em ciências jurídicas e sociais pela Faculdade de Direito do Recife. Homem importante no teatro brasileiro, escreveu e publicou sete romances, três livros de contos, duas novelas, doze pesquisas e ensaios e mais de uma dezena de traduções (Tulio Carella, Aretino, Marquês de Sade, Leon Tolstoi, Calderon de La Barca, Jorge Luís Borges, entre outros). Escreveu 23 peças, das quais apenas 7 foram publicadas em vida. Teve peças encenadas em todo o Brasil e no Exterior (Argentina, Chile, Uruguai, Portugal, Suíça, Holanda, Alemanha, Noruega e Finlândia).

Endereço: Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife
Telefone: (81) 3355-3320 / 3321
Horário: aberto ao público de segunda à sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 14h às 16h.